Projeto Rio do Sul Sem Dengue chega às escolas

dengue (2)

A Prefeitura de Rio do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e Secretaria de Educação (SEDUC), vem realizando um trabalho árduo para a prevenção do mosquito Aedes Aegypti. O projeto Rio do Sul Sem Dengue, chegou nesta quinta-feira (11), na Escola Modelo Ella Kurth, no bairro Rainha, onde as crianças e adolescentes receberam informações na luta contra o mosquito transmissor de doenças graves como Dengue, Zika e Chikungunya.

De acordo com a secretária da SMS, Suelli de Oliveira, o projeto passará por 10 escolas do município de Rio do Sul, onde os alunos aprenderão como se prevenir do mosquito. “Precisamos fomentar o aprendizado contra o mosquito transmissor dessas doenças nas escolas, cremos que as crianças podem levar essa mensagem de alerta aos pais”, comentou a secretária.

O responsável por passar o recado nessa etapa do projeto é o Agente de Edemias, Cirus Yrã Fronza, ele destaca a importância dessas informações. “A cartilha que distribuímos aos alunos conta com jogos e atividades educativas para as crianças e promove mobilização, controle e enfrentamento ao mosquito. Para enfrentar este problema é preciso a união de toda sociedade para que cada um faça a sua parte. O conhecimento é a melhor arma contra o Aedes aegypti” destaca o Agente.

Conforme Fronza, essas mobilizações continuarão durante a gestão do prefeito José Thomé e Paulo Cunha. No dia 24 de maio, será realizada uma ação de prevenção no Asilo São Vicente. “Vamos fazer o possível para que nunca tenhamos esses casos graves em nossa cidade. Uma vida vale mais do que tudo, por isso a prevenção será feita em toda faixa etária” comentou.

O Aedes aegypti, transmite três doenças graves, Dengue, Zika e Chikungunya. Elas apresentam sinais e sintomas parecidos, mas têm níveis de gravidade diferentes e não há tratamento específico. 

Andrei Walentim
Pin It
Você gostaria de comentar?