Ibirama – Dia Nacional de Combate a Violência e Exploração Sexual Infanto-Juvenil é tema de concurso em escolas

2

Alunos de todas as instituições escolares municipais, estaduais e particular de Ibirama participam de um concurso de frases alusivas ao Dia Nacional de Combate a Violência e Exploração Sexual Infanto-Juvenil – dia 18 de maio. A ação está sendo promovida pelo Fórum Municipal pelo Fim da Violência e Exploração Sexual Infanto-Juvenil em parceria com a Prefeitura de Ibirama, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação, Secretaria Municipal de Educação, Conselho Tutelar, e Poder Judiciário.

O concurso foi lançado nesta semana. As escolas selecionarão 17 frases finalistas, que serão divulgadas por meio de carro de som, no dia 18 de maio, em todo o município.

Neste dia, das 8h às 12h, também serão realizadas diversas atividades na praça, em frente à Igreja Católica, no centro de Ibirama: brinquedos infláveis, brincadeiras com balões e a presença de uma “palhaça”, que fará pinturas faciais. No local também haverá uma tenda onde os conselheiros tutelares e técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação e CRAS Centro prestarão esclarecimentos sobre o assunto.

Na ocasião, os 17 alunos das frases finalistas estarão presentes e serão premiados pela Prefeitura Municipal com um ingresso cortesia para a Tirolesa Urbana de Ibirama. Os estudantes finalistas ainda serão presenteados com um livro de literatura e um Estatuto da Criança e Adolescente. Os três vencedores do concurso ganharão cada um uma câmera fotográfica digital.

A APAE de Ibirama e a Corporação dos Bombeiros Voluntários do município também marcarão presença no evento, comercializando pastéis e refrigerantes em prol das entidades.

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil

“Esquecer é permitir. Lembrar é combater”. Este é o slogan do 18 de maio, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil. A data reafirma a importância de denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil. Instituído em 2.000, o dia faz alusão a um crime, ocorrido no Espírito Santo, há 27 anos, em que Araceli Cabrera Sanches, então com oito anos de idade, foi violentada e assassinada.

O que é a violência e exploração sexual infanto-juvenil?

A violência sexual infanto-juvenil é qualquer ato de natureza sexual praticado contra crianças e adolescentes, seja pela força, ameaça, contra sua vontade ou mesmo com o consentimento deles.

Como ocorre?

De duas formas – abuso sexual e exploração sexual:

Abuso sexual é a utilização de criança ou adolescente, por um adulto ou mesmo por um adolescente, para a prática de qualquer ato de natureza sexual.

Exploração sexual caracteriza-se pela utilização sexual de crianças e de adolescentes, com a intenção de lucro ou da troca, seja financeira ou de qualquer outra espécie: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual.

Denuncie:

Procure o Conselho Tutelar de sua cidade, uma delegacia comum ou uma delegacia especializada em crimes contra a criança e o adolescente.

Ligue 100 e faça a sua denúncia anônima – ligação grátis de qualquer ponto do Brasil. 

Sheyla Germano – Assessoria de imprensa da PMI.

Pin It
Você gostaria de comentar?