“Comer intuitivamente”: conhece o conceito? Ele pode pôr fim nas suas eternas dietas

comer-intuitivamente-conceito

O site Healthfully Ever After compartilhou um infográfico que resume bem o sentido mais básico do que representa a alimentação intuitiva. É o contrário de tudo que já aprendeu sobre dieta ou regimes que se resumem  no que você não pode fazer ou não pode comer. Estudos têm demonstrado que dietas não só prejudicam o seu corpo, como não funcionam. Conheça a ideia do que é comer intuitivamente.

10 mandamentos do “comer intuitivo”

A alimentação intuitiva é um conceito desenvolvido pela nutricionista Evelyn Tribole, que percebeu as falhas cometidas na prática e na mentalidade de dieta. Por isso, desenvolveu com dez princípios que ajudam a orientar uma prática de alimentação mais saudável ao um novo ponto de vista sobre a comida que pode levar algum tempo, mas é preciso tentar. Conheça 10 mandamentos para comer intuitivamente:

Comer intuitivamente só exige atenção e respeito ao seu corpo

1. Rejeite a dieta mentalmente
Abandone as amarras, restrições e regras mentais de que “não pode”, “não deve” ou “está de regime”. Seu corpo pode, em tese, comer de tudo, você só precisa entender em que momento e qual a dose certa.

2. Honre sua fome
Não negligencie, sob hipótese alguma, a sua fome. Jamais finja que não sente seu estômago roncar e seu corpo rogar por calorias para poder seguir funcionando. Escute o que pede seu organismo e o que responde após a concessão de seu pedido, como ele reage?

3. Desafie o policiamento excessivo
Seja dona do seu corpo, priorize a sua saúde e beleza e decida como recompensá-lo. Você é quem decide o que é melhor para você, ninguém a está vigiando. Desfrute cada alimento, cada colherada e busque o prazer através dos sabores, não das quantidades.

4. Faças as pazes com a comida
O alimento é uma das maiores dádivas da vida, só perde para o amor que também é capaz de alimentar e ainda gerar mais vida. Você não tem que temer se alimentar e, sim, saber usufruir do momento com consciência, sem exagero ou desperdício.

5. Respeite seu limite
E todo mundo tem necessidade de se alimentar, seu corpo clama por isso, que não necessariamente condiz com o que sua mente projeta. É ela que pensa no lance de três andares, e te faz seguir comendo mesmo depois do segundo prato de macarronada. Pare um pouco, respire e escute o que diz seu corpo.

6. Descubra o fator satisfação
O que te deixa tão satisfeita ao mergulhar no pote de dois litros de sorvete? É a companhia agradável em frente à TV? Por que a “escorregadinha” traduz bem o clima de fim de semana? Ou você não resiste a uma sobremesa gelada? Desvendando o motivo, é possível reproduzi-lo com alguma variável.

7. Conforte seus sentimentos sem usar comida
Se o lance são as companhias, o fim de semana ou a TV, tente criar alternativas para recompensá-la sem prêmios em forma de calorias. Troque o sorvete por um suco verde, a botecagem por uma água de coco no parque. Se estiver mal, busque arte, música e filmes para se reconfortar de forma saudável.

8. Venere o seu corpo
Acima de tudo, seja amiga e admiradora número um de seu corpo. Deseje o seu melhor em qualquer situação, trate-o bem, o presenteie de vez em quando, mas mantenha-o em boas condições e funcionamento. Contribua para seu desempenho e autofuncionamento praticando exercícios físicos regularmente.

9. Se exercite e sinta a diferença
Logo após o primeiro dia de prática, qualquer que seja, você vai sentir os efeitos que o exercício físico provoca. As respostas hormonais no organismo traz alterações fisiológicas e psicológicas. Entre elas, a liberação das endorfinas, substâncias bioquímicas analgésicas segregadas pelo cérebro que executam papel essencial no equilíbrio entre o tônus vital e a depressão.

10. Favoreça sua saúde
Por proporcionar uma mudança de paradigma, que vai além de uma simples reeducação alimentar momentânea, a alimentação intuitiva proporciona muito mais saúde e para todas as fases e exigências do organismo. Por isso mesmo, requer flexibilidade, paciência para uma transição gradual e atenção para comer menos, de acordo com suas necessidades, observando suas reações.

Bolsa de Mulher.

Pin It
Você gostaria de comentar?