Atlético depende de combinação de resultados para não cair

Marquinhos abraça Cleber Santana (88) na comemoraçao do terceiro gol

O Atlético Hermann Aichinger ainda tenta enxergar uma luz no fim do túnel e torce por combinação de resultados, como derrotas do Juventus e Brusque, para fugir do rebaixamento. Neste domingo mais uma vez o time de Ibirama decepcionou os seus torcedores, sendo goleado no Estádio da Baixada, pelo Avaí por 4 a 0. Com os tropeços dos clubes que brigam para não cair (2 a 1 Marcílio Dias em Jaraguá do Sul e 2 a 0 Chapecoense, na Arena Condá), os atleticanos fazem as contas. A diferença em relação aos jaraguaenses, adversários de quarta-feira, em Ibirama, é de quarto pontos e cinco em relação aos brusquenses.

O Avaí começou pressionando e logo aos 9min abriu o marcador. Gesiel escorregou e a bola sobrou para Bocão. No cruzamento na área ele achou Roberto. O Atlético sentiu o gol. Mas o Leão da Ilha errou em três saídas de bola, com Edinho, André Gava e Adriano, se aproveitando para finalizar, mas o goleiro Diego estava bem posicionado. Aos poucos os ibiramenses tentavam se encontrar, mas o domínio avaiano era evidente, com os passes no meio-de-campo. Aos 40min Roberto puxou contra-ataque e tocou para Cléber Santana fazer 2 a 0.

No intervalo o técnico Sílvio Criciúma fez alguns ajustes no sistema de marcação e o time voltou melhor. Até aos 15min o Atlético teve três boas oportunidades para descontar. Para tentar melhorar o setor ofensivo entraram Marquinhos e Brasão para as saídas de Edinho e André Gava. Mas aos poucos o Avaí passou novamente a dominar as ações. Aos 35min Roberto aproveitou lançamento de Marquinhos para fazer 3 a 0. Os jogadores atleticanos reclamaram impedimento, mas o auxiliar Éder Alexandre considerou o lance normal. Minutos antes Matheus Guerreiro tinha entrado no lugar de Leandrinho. Mesmo com três atacantes os ibiramenses não tiveram forças para reagir. Até que aos 41, Cléber Santana fez boa jogada com Marquinhos que completou a goleada.

O time de Ibirama volta a jogar na quarta-feira em casa diante do Juventus, adversário direto na briga contra o rebaixamento. O volante Gesiel, que atuou improvisado no lugar do zagueiro Claiton que cumpriu suspensão automática, acredita que nem tudo está perdido. “Ficou difícil porque perdemos em casa, mas o Juventus e o Brusque também foram derrotados”. Ele observou que o escorregão no lance antes do primeiro gol do Leão é coisa que pode acontecer com qualquer jogador. “Ninguém mais do que nós está sentindo essa situação que o Atlético vem atravessando”.

Os melhores lances da partida você acompanha ainda hoje.

ATLÉTICO/IB (0)

Nei; Jefferson, Lucas Campestrini, Gesiel e Cappa; Leandrinho (Matheus Guerreiro), Kássio, André Gava (Brasão) e Marcelo Quilder; Adriano e Edinho (Marquinhos). Técnico: Sílvio Criciúma.

AVAI (4)

Diego; Bocão (Marrone), Antônio Carlos, Pablo e Eduardo Neto; Eduardo Costa, Tinga (Júlio César), Diego Jardel, Cléber Santana e Marquinhos; Roberto (Héber). Técnico: Pingo.

Árbitro: Edson da Silva. Assistentes: Éder Alexandre e Maira Americano Labes.

Gols: Roberto (A) aos 9min e Cleber Santana (A) aos 40min, no 1º tempo; Roberto aos 35min e Marquinhos aos 41min, no 2º tempo.

Cartões amarelos: Cappa (AIB); Pablo (A); Tinga (A).

Local: Estádio da Baixada, domingo à tarde, em Ibirama.

tabela

 

Orlando Pereira – Assessoria de Imprensa CAHA

Pin It
Você gostaria de comentar?