Witmarsum receberá médica cubana do Mais Médicos

foto Gislaine Mirlei Wippel

Santa Catarina recebeu, nesta quarta-feira, 28, 40 médicos cubanos pelo programa Mais Médicos e uma das profissionais será destinada a Witmarsum, município da Regional de Ibirama. Ela vai atuar no lugar de outro médico cujo contrato de trabalho, de três anos, venceu no dia 31 de março.

De acordo o secretário municipal de Saúde, Sérgio Luiz Padoin, com o reforço a cidade contará com dois médicos contratados através do programa federal, por isso ele elogiou a iniciativa, afirmando que os maiores beneficiados são os cidadãos. “Essa médica vem ajudar na Estratégia de Saúde da Família e focar na prevenção, porque hoje temos dificuldades de contratar profissionais, já que os médicos preferem sempre atuar em grandes centros.”

Padoin ressaltou ainda que a experiência com médicos estrangeiros ou brasileiros formados em outros países tem sido muito positiva. “O trabalho deles é muito bom, por isso sempre buscamos fazer um excelente acolhimento, já que isso facilita o processo de adaptação, no mais a comunidade sempre elogia o serviço desses médicos que vem sempre para somar.”

Cerimônia de acolhimento foi realizada em Florianópolis

A cerimônia de acolhimento aconteceu no Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, e contou com a presença do superintendente de Planejamento e Gestão da Secretaria do Estado de Saúde (SES), Adriano Ribeiro, representando o secretário Vicente Caropreso. Depois, os médicos seguiram para as suas respectivas cidades.

O superintendente apontou a importância da medicina de atenção básica, área em que os profissionais atuarão. “É importante reforçar a medicina de atenção básica para evitar que as doenças se agravem. Com este atendimento às famílias evita-se a superlotação dos hospitais da rede catarinense”, disse Ribeiro.

Criado em 2013, o programa do Governo Federal tem o intuito de promover a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), levando médicos para atender em locais onde há a escassez ou a ausência destes profissionais. Santa Catarina possui 218 municípios cadastrados no programa, com um total de 579 vagas, 508 delas preenchidas. Destas 508, 259 são ocupadas por médicos cubanos.

Helena Marquardt

Pin It
Você gostaria de comentar?