Vivendo Bem, Mesmo Diabetes

DSC_0005

“De Bem Com a Diabetes”, lendo assim, parece não ter muito sentido esse nome para um grupo de pessoas que se reuniam semanalmente para cuidar de uma doença que se não tratada pode mutilar o ser humano aos poucos.  Mas o nome faz todo sentido quando as pessoas passam a compreender os melhores meios para lhe dar com a doença.

Encerrou-se na manhã desta terça-feira,26, o encontro do Grupo “De Bem Com a Diabetes”, promovido pela Secretaria de Saúde, em parceria com o Nasf, os participantes receberam dicas e orientações de alimentação saudável para combater a doença.

O senhor Odair Pianezzer, participante do grupo, falou sobre o vínculo de amizade que estabeleceu. “A gente aprendeu bastante, como fazer uma alimentação correta, e o passo principal foi a amizade que foi formada entre nós”, disse.

Maria Bassane destacou a importância de frequentar o grupo e afirma que aprendeu combater a doença, “eu tenho mais saúde, as reuniões são muito produtivas, eu convido as pessoas a virem participar também, a doença que eu achava que não tinha solução, aprendi que ela é grave, mas se alimentando corretamente posso conviver tranquilamente e viver muitos anos ainda”, afirmou.

Já senhor Lauri Obesiner, disse que no começo estava relutante em participar, mas segundo ele, logo entendeu que o grupo era importante para a vida, “no começo eu não queria muito, pois achava que eu ia emagrecer demais, mas aprendi a me alimentar direito e fez muito bem para minha saúde”.

A coordenadora Susana Lago, destacou o que foi ensinado para os participante no decorrer dos encontros, “nós buscamos orientá-los com novas sugestões e mudanças na alimentação que poderia refletir na saúde deles, falamos da importância de se alimentar de três em três horas, foi oferecida aula de culinária onde desenvolvemos receitas com alimentos integrais e dietéticos. Então, eles viram que é possível consumir essa alimentação e ter uma boa qualidade de vida”, afirmou.

Lago, disse ainda que já, estão abertas as inscrições para um próximo grupo e que o interessado deve buscar informações nas unidades de saúde.

Mais 15 pessoas frequentaram o grupo que teve reunião uma mais vez por semana e, durante três meses, aprenderam a viver de Bem com a Diabete.

 

Márcio Nato Rodrigues

Pin It
Você gostaria de comentar?