Violência – Já são 111 o número de ataques no Estado

O número de atentados em Santa Catarina chegou a 111 nesta segunda-feira (18). A Polícia Militar confirmou mais quatro ataques entre a noite de domingo (17) e esta madrugada. Rio Negrinho e Água Doce entraram para a lista de cidades atingidas, totalizando 36 municípios atacados desde 30 de janeiro.

A Polícia Militar confirmou como ataque um incêndio a ônibus de turismo que estavam estacionados dentro da garagem, em Rio Negrinho, no Norte de Santa Catarina. Foi na madrugada desta segunda-feira (18), por volta da 0h. De acordo com a Polícia Militar do município foram três ônibus, mas a Sala de Situação do Comando-Geral e o Corpo de Bombeiros confirmam que apenas dois veículos foram atingidos.

Segundo a PM, câmeras de monitoramento do local mostram que três homens com rosto coberto pularam o muro e invadiram a garagem. Eles carregavam vidros com líquido inflamável e jogaram contra os veículos. O dono do estabelecimento mora em uma casa que fica no mesmo terreno da garagem. Ele estava chegando na residência quando o fogo começou e acionou os Bombeiros.

Os socorristas contam que, ao tentar retirar de marcha-ré um dos veículos da garagem, o proprietário acabou batendo em um carro que estava atrás. O automóvel foi empurrado e encostou na parede da casa. As chamas do ônibus foram controladas antes de atingirem o carro e a residência. Este foi o primeiro ataque confirmado em Rio Negrinho.

Ainda na madrugada desta segunda-feira, na rua Francisco Estácio Martins, em Joinville, no Norte, um carro foi queimado parcialmente na parte dianteira. O veículo estava dentro do terreno da residência do proprietário. De acordo com a Polícia Militar, uma garrafa pet com combustível, colocada embaixo do motor, foi usada para ignição. Não houve vítimas, apenas danos materiais.

Às 23h de domingo (17), uma caminhonete foi totalmente incendiada quando estava estacionada na avenida Aniceto Zacchi, em Palhoça, na Grande Florianópolis. A Polícia Militar informou que homens em um veículo de cor escura teriam jogado gasolina na caminhonete e ateado fogo. Moradores teriam visto uma motocicleta no momento do crime.

Uma base da Polícia Militar, no Centro de Água Doce, foi alvo de um disparo de arma de fogo que atingiu a porta de vidro às 22h15. No momento do disparo havia um policial militar no interior da base, que não se feriu. O policial afirmou que não escutou barulho de carro ou moto no momento da ação criminosa.

Pin It

Comentários estão fechados.