Trem de passageiros para o Vale do Itajaí

01-17-litorina

O Ministério dos Transportes continua a análise para a contratação de estudos de viabilidade técnica, econômica, social, ambiental e jurídico-legal para a implantação de um trem regional de passageiros interligando os municípios de Itajaí, Blumenau e Rio do Sul, no Vale do Itajaí, pouco mais de 10 anos depois do lançamento do Plano de Revitalização das Ferrovias. A informação foi repassada na segunda-feira, 4, pela Secretaria de Política Nacional de Transportes à Associação Empresarial de Rio do Sul (ACIRS), por meio do Serviço de Informação ao Cidadão.

O trecho de 146 quilômetros entre Itajaí e Rio do Sul foi um dos 14 pré-selecionados para o Projeto Trens Regionais, que integra o Programa de Resgate do Transporte Ferroviário de Passageiros, do Plano de Revitalização das Ferrovias; reativado a partir de estudos originais desenvolvidos pelo BNDES, nos anos 1990.

O projeto prevê intervenções para a implantação de trens modernos para ligações regionais e interestaduais, especialmente entre cidades com alta concentração populacional. O estudo original do BNDES avaliou 64 trechos e selecionou aqueles nos quais pequenos investimentos resgatariam o transporte de passageiros, sem prejuízo do transporte de cargas, em regiões que tivessem ao menos uma cidade polo com mais de 100 mil habitantes.

De acordo com o presidente Ciro José Cerutti, a ACIRS irá monitorar de perto este projeto e continuar o acompanhamento de todas as ações pela implantação da Ferrovia da Integração. “O transporte ferroviário de cargas e de passageiros é fundamental para o desenvolvimento sustentável do Vale do Itajaí. Precisamos estar próximos e estimular para que caminhem em conjunto”.

Como anda o Projeto Trens Regionais

O Ministério dos Transportes finalizou os estudos de viabilidade entre os trechos de Caxias do Sul a Bento Gonçalves, no Estado do Rio Grande do Sul, e Londrina a Maringá, no Estado do Paraná. Foram contratados, no período 2011/2012, estudos para quatro novos trechos: Pelotas – Rio Grande, no Estado do Rio Grande do Sul, Conceição da Feira – Salvador – Alagoinhas – Feira de Santana, no Estado da Bahia, Teresina/PI – Codó/MA e São Luis – Itapecurú-Mirim, no estado do Maranhão.

Os estudos de viabilidade estão sendo elaborados por meio de Termos de Cooperação firmados pela Secretaria de Política Nacional de Transportes com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal da Bahia (UFBA).

O Projeto para a implantação de trens regionais está no Plano Nacional de Logística e Transportes e no Plano Plurianual (PPA) 2012-2015, do Governo Federal.

Confira os 14 trechos pré-selecionados

Estado Trecho Quilometragem
SE São Cristóvão – Aracajú – Laranjeiras 40 km
PR Londrina – Maringá 122 km
RS Bento Gonçalves – Caxias do Sul 65 km
PE Recife – Caruaru 139 km
RJ Campos – Macaé 94 km
MG Belo Horizonte – Ouro Preto / Cons. Lafaiete 149 km
SC Itajaí – Blumenau – Rio do Sul 146 km
RS Pelotas – Rio Grande 52 km
SP Campinas – Araraquara 192 km
RJ Santa Cruz – Mangaratiba 49 km
MG Bocaiúva – Montes Claros – Janaúba 217 km
SP São Paulo – Itapetininga 199 km
BA Conceição da Feira – Salvador – Alagoinhas 238 km
MA/PI Codó – Teresina – Altos 205 km

 

 

 

 

 

 

 

 

Adicionalmente foi incluído o trecho São Luis – Itapecurú-Mirim, no Estado do Maranhão, que terá também a finalidade de suprir a necessidade de transportes em Bacabeira/MA, onde será instalado o maior complexo industrial da região e haverá uma grande demanda de transportes de trabalhadores.

 

Pin It
Você gostaria de comentar?