Semana de Enfermagem no HRAV termina nesta sexta

Amavi - 16 05 RUE (2)

Com o objetivo de estudar novos protocolos e manter um padrão nos procedimentos adotados, ocorre nesta sexta-feira o último dia da oitava edição da Semana de Enfermagem no Hospital Regional Alto Vale. Desde segunda-feira, uma série de mini-cursos foram promovidos pela comissão organizadora do evento.

Nesta sexta-feira, a partir das 9h, a convidada para conduzir os trabalhos é a enfermeira, professora e doutora Neide da Silva Knihs. O tema que ela vai abordar com enfermeiros, técnicos em enfermagem e alunos da Unidavi e Senac será “O papel do enfermeiro na assistência de enfermagem aos pacientes em situação de urgência e emergência”.

“Esta semana foi muito boa para o Hospital Regional. Nós conseguimos manter uma média de 60 pessoas em cada palestra. Foi muito bom mesmo. Conseguimos também atingir o objetivo de ressaltar a importância da sistematização dos processos na área da enfermagem. Dessa forma todas continuarão falando a mesma língua. Nós não podemos esquecer também de lembrar que o hospital está buscando o primeiro nível de acreditação. Esse é o nosso foco para 2013”, explicou a gerente de enfermagem do HRAV, Leila Fátima Vani.

Em Rio do Sul, a programação começou no dia 8 com a palestra da presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (Coren/SC), enfermeira e doutora Felipa Amadigi, sobre “Consciência Profissional e a Enfermagem no Cuidado com a Vida. Motivação para o Trabalho”. A palestra foi minsitrada na Unidavi.

A palestra orientou sobre as atribuições do Coren/SC e do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e explicou os trâmites para aprovação dos projetos de interesse como o Projeto de Lei para regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas semanais para a categoria (Projeto de Lei n° 2295/2000) e do Piso Salarial Nacional (Projeto de Lei n° 4924/2009).

Acreditação

Há três semanas, os dirigentes da Fundação de Saúde do Alto Vale do Itajaí – mantenedora do Hospital Regional e os funcionários do HRAV receberam a visita de mais uma equipe da Organização Nacional de Acreditação. O objetivo dos visitantes foi observar o andamento do processo de certificação, que tem o objetivo de promover avanços na melhoria do desempenho da instituição em diversos setores.

“Todos os andares do hospital voltaram a ser analisados por um novo time. Isso é importante porque conseguimos observar novos detalhes que precisam ser aprimorados. Eu só não vou revelar quais neste momento porque alguns ítens precisam primeiro ser discutidos com os funcionários. O comprometimento deles é muito importante para todo processo continuar crescendo”, revelou o gerente-geral, Siegfried Hildebrand.

Desde a última visita realizada em novembro, os funcionários começaram a seguir algumas regras para alcançar o primeiro nível de acreditação. Desta vez, os integrantes do Instituto de Acreditação Hospitalar e Certificação de Saúde observaram a evolução de alguns protocolos que já são adotados em fase de testes.

“O mais importante é que percebemos que estamos no caminho certo. Em um curto espaço de tempo eu tenho a esperança de ver o hospital garantir o primeiro nível de acreditação. Seria muito bom se fosse nesse ano, mas, antes de prever alguma coisa nós precisamos continuar trabalhando forte para garantir ainda mais melhorias nos setores”, ressaltou.

Algumas novidades como: as reuniões periódicas com os técnicos de enfermagem e os projetos desenvolvidos na clínica cirúrgica, com a padronização de fixação de punção venosa e na clínica médica, para identificação de riscos e prevenção de queda, poderão ser mantidos. O Hospital Regional Alto Vale iniciou o processo de acreditação hospitalar no dia 18 de abril de 2012.

Atendimentos

Em abril, o Hospital Regional Alto Vale realizou 51.637 atendimentos. Destes, 5.186 foram no Pronto-Socorro. Realizamos 607 cirurgias. Registramos também: 171 nascimentos; 795 consultas nas áreas de: ortopedia, cardiologia e neurologia e 31.368 exames laboratoriais.

Proposta da RUE será encaminhada para Blumenau

Uma reunião bastante concorrida. Muitas cadeiras foram emprestadas de outros setores da Amavi para que todos pudessem ter um assento confortável no auditório da associação que ficou lotado. O evento, que agrupou os representantes das secretarias de Saúde e dos hospitais do Alto Vale do Itajaí, proporcionaram alguns avanços para a formação da Rede de Urgência e Emergência na região.

O principal deles é a proposta que será enviada para Blumenau. No documento, todas as funções e especialidades dos hospitais estarão definidas. O Hospital Regional, em Rio do Sul, terá um papel fundamental em todo processo. Além de atender aos casos de alta complexidade, ele também auxiliará as regiões do Médio e Vale do Itajaí.

“O mais importante é que as pessoas entendam que nós do Hospital Regional também precisamos do apoio dos gestores de saúde das prefeituras. Quanto mais atribuições os outros hospitais desempenhar será melhor para a região e desafogaria um pouco o grande número de atendimentos que nós já realizamos aqui em Rio do Sul”, revelou o presidente da Fusavi, Giovani Nascimento.

primeiro dia

 

Pin It
Você gostaria de comentar?