Rio do Sul: Prefeitura busca prorrogação do vencimento de contas para as empresas afetados pela enchente

Rua Coelho Neto

O cadastro SOS Empresas, aberto após as cheias de junho, teve adesão de mais de 800 empresários. Todas as informações já foram levantadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDEC) de Rio do Sul e os prejuízos estimados por conta da enchente somam R$ 73 milhões. A Prefeitura agora está em contato com credores para que os prazos de pagamento de contas sejam prorrogados.

“Com os dados conseguidos através do SOS Empresas, vamos buscar maneiras de auxiliar a classe empresarial da nossa cidade para que possam sanar os prejuízos com tranquilidade. Vários credores já foram contatados e estamos planejando outras ações”, comenta o secretário da SEDEC, Paulo José Fiamoncini.

Um ofício foi encaminhado para a Receita Federal solicitando a prorrogação, em 60 dias, dos prazos de pagamento dos tributos referentes aos meses de junho e julho de 2017 das empresas localizadas no município. A Celesc e a Casan também já receberam pedidos para que adiem o vencimento das faturas de energia elétrica e de água e parcelem possíveis débitos. E ao Foro da Comarca de Rio do Sul, foi solicitado a prorrogação, em 30 dias, dos prazos para protestos de títulos nos cartórios.

Fiamoncini explica que até o momento a Secretaria ainda não teve a confirmação das solicitações, mas a expetativa é que as respostas sejam recebidas em breve. “Um ofício também está sendo elaborado e será encaminhando aos bancos pedindo que criem uma linha de crédito diferenciada para as empresas que foram afetadas pela enchente, tendo em vista que 536 empresários cadastrados no SOS Empresas informaram que precisarão contrair financiamentos para a retomada das atividades normais”, destaca.

Sindréia Nunes

Pin It
Você gostaria de comentar?