Região de Taió decidiu priorizar ligação asfáltica entre Taió, Mirim Doce e BR-470

_MG_4375

Os líderes políticos da região de Taió, reunidos em audiência pública da Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa, realizada na manhã desta terça-feira (11) no plenário da Câmara de Vereadores de Taió, decidiram, por maioria, conferir à ligação asfáltica entre Taió, Mirim Doce e BR-470 prioridade número um.

Também foram escolhidas para inclusão no Orçamento de 2014 a construção de uma sede para abrigar a Companhia da Polícia Militar e de um centro de eventos na região.

A audiência pública

Gilmar Knaesel (PSDB) agradeceu, em nome do presidente do Legislativo, Joares Ponticelli (PP), a presença dos líderes políticos da região. O parlamentar explicou que o Orçamento Regionalizado foi uma proposta do Partido dos Trabalhadores, aprovada pelos 40 deputados. “Foi o início do processo de descentralização política no estado. É uma lei nova, tem 15 anos apenas e exige uma mudança de cultura, que leva tempo. Mas várias ações estão acontecendo graças a sua inclusão no Orçamento Regionalizado. Uns criticam, outros sabem valorizar, eu defendo abertamente”, declarou Knaesel.

O prefeito de Taió, Hugo Lembeck, enfatizou a importância dos deputados ouvirem as regiões. “Ano passado participamos em Rio do Sul, hoje a reunião está sendo realizada aqui. É mais um passo na descentralização. A gente sabe que o governo nunca terá condições de atender todas as reivindicações da região, mas que bom que estamos dando oportunidade das lideranças participarem do debate”, ponderou Lembeck.

Já o prefeito de Rio do Campo, Rodrigo Preis, foi direto ao ponto e reivindicou a implantação da ligação asfáltica entre o Alto Vale e o Planalto Norte. “Queremos que essa prioridade número um saia do papel”, reclamou Rodrigo, uma vez que a obra foi incluída nos orçamentos de 2012 e 2013, mas ainda não foi executada.

Jean Kuhlmann (PSD) destacou a dificuldade do governo para identificar as prioridades reais. “Esse instrumento é mais um espaço de participação da comunidade. Muitas vezes quem está em Florianópolis não consegue identificar quais os problemas da região, mas quanto mais perto das pessoas, menos a gente erra”, ensinou Kuhlmann.

A participação da região

_MG_4380

Prestigiaram a audiência pública os prefeitos de Taió, Rio do Campo, Salete e Santa Terezinha, bem como vereadores, secretários municipais desses municípios, além de Pouso Redondo e Mirim Doce. Também se fizeram presentes representantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, técnicos da Secretaria de Planejamento, o secretário regional Jocelino Amancio, representantes de grupos de idosos e cidadãos da região.

Balanço geral

Nelson Moreira, servidor do Legislativo barriga verde que atua na Comissão Coordenadora do Orçamento Estadual Regionalizado, informou os participantes da audiência que a Comissão de Finanças e Tributação deverá convocar, em setembro, todos os secretários regionais na Assembleia para fazer um balanço da execução das obras e serviços priorizados nas audiências públicas do OR.

Pin It
Você gostaria de comentar?