Pesquisa de satisfação mostra diagnóstico da Saúde em Rio do Sul

IMG_6014

Na última sexta-feira (1º de abril), a Prefeitura de Rio do Sul, por meio da Secretaria de Saúde, realizou o 1º Seminário de Avaliação do Programa Humaniza Rio do Sul, que tem como objetivo medir o grau de satisfação dos pacientes em relação ao atendimento prestado pelos servidores da área da Saúde, levando em consideração critérios como tempo de espera, simpatia, esclarecimentos prestados, segurança nas informações e satisfação geral com o atendimento. Além disso, foi disponibilizado um espaço no formulário para comentários e sugestões.

No total, 1417 formulários foram preenchidos por usuários da rede de Atenção Básica de Saúde, entre os meses de janeiro e março de 2016. O questionário foi único, preenchido de maneira anônima e depositado nas urnas dispostas em 21 unidades de saúde do município. No critério tempo de espera, 34% afirmaram que não precisaram esperar para ser atendidos, 21% afirmaram que precisaram esperar, 32,6% que esperaram pouco, 9,8% muito e 2,6% não informaram.

Outro questionamento do formulário se referia ao atendimento com simpatia por parte dos servidores. Ao todo, 86% afirmaram ter sido atendidos com simpatia, 10,5% disseram o contrário e 3.5% não informaram. Ao questionar se o usuário recebeu as informações que precisava, 83,6% dos usuários disseram sim, 7,4% que não, 6,3% afirmaram que receberam informações parciais e 2,8% não informaram.

Ao serem questionados sobre a segurança nas informações que lhe foram repassadas, 80% afirmaram que foram satisfatórias, 8,3% que não, 8,5% um pouco e 3,2% não informaram. Em relação a satisfação do usuário no atendimento, 80,5% mostraram-se satisfeitos, 9,4% não gostaram do atendimento, 7,1% afirmaram que gostaram um pouco e 3% não informaram.

De acordo com o secretário de Saúde, Rodrigo Duarte, a intenção do Programa Humaniza Rio do Sul é prestigiar os servidores que mais se destacam em suas funções. “Nesta primeira edição não conseguimos chegar a um resultado individual, considerando que os usuários fizeram uma avaliação geral das equipes. Nossa principal preocupação é não causar nenhuma injustiça, portanto, vamos rever algumas situações principalmente em relação ao preenchimento do formulário”, argumenta.

Mesmo sem a premiação, os dados são relevantes pois permitem uma avaliação trimestral dos serviços. “Sabemos que o atendimento humanizado é fundamental na área da saúde. Quem busca esse serviço já está com dificuldades e busca um pouco de carinho e atenção por parte do servidor. O Programa Humaniza Rio do Sul vai nortear a busca contínua por um melhor desempenho nos atendimentos”, comemora o prefeito de Rio do Sul, Garibaldi Antônio Ayroso, o Gariba.

 

Rafael José Beling
Pin It
Você gostaria de comentar?