Mulheres participam de manifesto contra violência doméstica

conselho da mulher - foto seadess
Na manhã de quarta-feira, 22, quem passou pela praça Ermembergo Pellizzetti, no Centro de Rio do Sul, percebeu uma movimentação atípica. Cerca de 20 mulheres participaram do Dia Laranja, uma plenária ao ar livre organizada pelo Conselho Municipal de Direitos da Mulher – CMDM com o intuito de se manifestar diante da violência vivida por mulheres. O evento teve o apoio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades).
De acordo com a presidente do CMDM de Rio do Sul, Fabiana Linhares, as reuniões são mensais. Entretanto, o Dia Laranja foi instituído na cidade em quatro datas. Os encontros foram realizados mensalmente de agosto até novembro. Cada reunião foi baseada em temas específicos como: ‘Conscientização’, ‘Atitude’, ‘Certeza’ e o tema desta quarta-feira foi ‘Vida Nova’.
A escolha da cor laranja foi definida por ser chamativa, “queremos chamar a atenção para a reflexão e o combate à violência contra mulheres e meninas. Neste dia, cada mulher utiliza uma peça de roupa nesta cor em alusão à campanha”, argumenta Fabiana. Na última edição houve breve reunião e ato simbólico de um minuto de silêncio para se referir às mulheres vítimas de violência no Alto Vale. “Aproveitamos a oportunidade para ler o nosso manifesto e explicar como funciona nosso trabalho”, pondera a presidente.
Houve, ainda, o depoimento de mulheres que foram violentadas. “A escuta de relatos contribui no aprimoramento de políticas públicas a serem criadas pelo município”, reforça Fabiana. Em 2018 haverá novas plenárias e segue, até o momento, com o mesmo planejamento deste ano. Mulheres que queiram entrar em contato com o CMDM para fazer críticas, sugestões ou denúncias podem enviar e-mail para o canal Fala Mulher, que é [email protected] ou acessar o página do facebook ‘CMDM Rio do Sul SC’
Mário Dáud
Pin It
Você gostaria de comentar?