Mais de mil mulheres já atendidas pelo ônibus itinerante em 2017

lilas

O ônibus itinerante do programa “Mulher, Viver sem violência” inicia a partir do dia 29, um roteiro pelos municípios que integram a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Canoinhas. Nesta região, Três Barras será o primeiro município a receber o ônibus, no dia 29 de maio, na comunidade de São João dos Cavalheiros. Nos dias 30 e 31 será a vez de Canoinhas e nos dias 1º a 3 de junho a comunidade do interior de Porto União terá os dias de atividades.

A coordenadora estadual da Mulher, Aretusa Larroyd afirma que o desenvolvimento do projeto tem sido bastante positivo e tem contado com o apoio dos municípios que buscam receber o ônibus do programa e tratar da violência contra a mulher, atuando efetivamente na prevenção.

Segundo ela, as atividades deste ano foram iniciadas em abril e o programa se encaminha para a sua quinta semana de atuação, com 28 municípios atendidos por meio de nove Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) em 35 dias de trabalho. “A satisfação das mulheres do campo e das águas com a chegada do ônibus nos mostra que ainda é a oportunidade que elas encontram de receber as informações, visando o empoderamento feminino. Por meio do ônibus lilás, elas conhecem os tipos de violências domésticas, assim como a Lei Maria da Penha, o Disque 180 e ainda os profissionais que atuam nos municípios nas políticas públicas que podem defendê-las”, relatou Aretusa.

Aretusa disse ainda que são atendidas na passagem do ônibus pelas cidades, em média 30 mulheres por dia, considerando pouco mais nos municípios maiores e vice-versa. Ou seja, mais de mil mulheres já foram atendidas pelo projeto. O ônibus é equipado para prestar orientações sobre os direitos da mulher e violência doméstica, e para divulgar os serviços públicos existentes para proteção social. O veículo possui salas com divisórias com atendimento privativo.

O Secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, deputado estadual Valmir Comin destacou a necessidade de se colaborar diretamente com esta causa. “Precisamos manter os profissionais mais perto das mulheres para que elas possam conhecer melhor os seus direitos. Este projeto garante este acesso, de forma ampla e leva o atendimento bem perto delas, mudando para melhor a vida de muitas mulheres”, disse Comin.

No cronograma, após a passagem por Canoinhas o ônibus já tem passagem confirmada pelas cidades de Timbó, Caçador, Campo Alegre, Rio Negrinho, Mafra e Videira.

Kênia Pacheco

Pin It
Você gostaria de comentar?