Joinville – Presidente da Fundação Cultural faz vistoria na Estação Ferroviária

Rodrigo Coelho passou a manhã no local verificando a estrutura do prédio histórico

Verificar a situação da Estação Ferroviária e do Armazém de Cargas foi o principal objetivo da visita do vice-prefeito e presidente da Fundação Cultural de Joinville, Rodrigo Coelho. O local abriga atualmente a Estação da Memória, Escola Municipal de Balé e o acervo do Museu da Indústria e Transporte. A visita, realizada na manhã desta terça-feira (8/1), foi acompanhada pelo idealizador do Museu da Bicicleta, Valter Bustos, e pelo diretor executo da FCJ, Joel Gehlen.

O péssimo estado de conservação do prédio chamou a atenção de Coelho. No armazém de cargas, o acervo do Museu da Indústria, composto por teares e inúmeras peças de maquinários industriais, estão cobertos por muito pó, sujeira e fezes de aves.

Peças que faziam parte do acervo da Estação da Memória estão na rua, sofrendo com a ação do tempo. Além dos problemas com o acervo, a estrutura das edificações está danificada, o entorno está abandonado, com mato e sujeira. Os locais vão necessitar intervenção urgente. “A Escola Municipal de Ballet não pode mais ficar neste espaço e vamos procurar uma alternativa com pressa”, destaca o presidente da FCJ.

“Foi uma decepção muito grande ver que não houve cuidado com um edifício que é referência na cidade, que não houve nenhuma melhora ou evolução”, comenta Valter Bustos. As reformas e melhorias devem ocorrer para que o armazém de cargas volte a receber o Museu da Bicicleta. “Nossa intenção é reabri-lo até o aniversário da cidade, em 9 de março”, enfatiza Coelho.

Pin It

Comentários estão fechados.