Joinville – GM inaugurou sua sede na fabricação de motores sendo a fábrica mais sustentável do mundo no setor automobilístico

A fábrica, que custou R$ 350 milhões, vai atender ao mercado nacional com a produção de cabeçotes e motores para a montagem das linhas Prisma e Ônix, em Gravataí (RS) e Rosário (Argentina).

Os funcionários alinhados, com uniformes que variam entre a combinação de azul e branco ou só azul-marinho, trabalham em ambiente totalmente climatizado – uma necessidade por causa do maquinário de ponta. A tecnologia instalada para garantir taxa zero de geração de gases também garante uma produção silenciosa.

A fábrica é bem iluminada e espaçosa. Maquinários e estruturas claras colaboram para a eficiência da energia solar que abastece a fábrica.

— Fizemos a fábrica mais sustentável do mundo. Estamos prestes a receber a certificação Leadership in Energy an Environmental Design (LEED). Um certificado tão exigente que colocamos em nossas ações de rotina a lavagem dos pneus dos caminhões —, acrescenta Munhoz.

— Foram cinco anos para concluir este projeto. Estamos contentes por saber que Joinville foi uma excelente escolha —, afirma Ardila.

Até o fim do ano, eles terão mais 320 colegas. Com isso, a expectativa de gerar 500 vagas de emprego na primeira fábrica joinvilense será concretizada.

— Chegaremos a esse número ainda neste ano —, afirmou o presidente da montadora na América do Sul, Jaime Ardila, em jantar oferecido pela montadora na noite de terça.

— Estamos em fase de aceleração —, avisa Marcos Munhoz, vice-presidente da montadora no Brasil.

Para alcançar a meta de produção anual em 2014 – 200 mil cabeçotes (parte de cima do motor) e 120 mil motores –, a RH Brasil, agência responsável pelas contratações, trabalha com o cronograma de vagas passado pela empresa.

Crédito: Cleber Gomes/Agencia RBS

Pin It

Comentários estão fechados.