Fórum da mulher parlamentar realizou 2° encontro regional em Trombudo Central

Fompavi

No último sábado, 12 de março de 2016, realizou-se o 2º Fórum da Mulher Parlamentar do Alto Vale do Itajaí – FOMPAVI, na Sociedade Esportiva e Recreativa Tamoio, na cidade de Trombudo Central. O evento teve por objetivo reunir lideranças políticas como vereadoras, servidoras, assessoras, representantes de associações e grupos e todas as interessadas em discutir as oportunidades e a atuação das mulheres nos diferentes setores da sociedade, principalmente na política.

Houve palestra com Luzia Lourdes Coppi Mathias, prefeita de Camboriú, que deu depoimento de vida e de trajetória política. “Vim hoje para conclamar essas mulheres que participam em seus municípios e dar meu testemunho de perseverança, otimismo, fé e frisar a importância da nossa participação ativa na política, que nada mais é o ato de transformar a vida das pessoas de maneira positiva. Pois nós mulheres somos mais sensíveis e enxergamos coisas que passam despercebidas aos olhos dos homens.” Comparou a política ao pênalti no futebol: “O jogador ajeita a bola, recua, analisa, pega impulso e chuta. Fazer o gol é consequência, é para isso que está ali. Na política também precisamos recuar muitas vezes, analisar, pegar impulso e nos jogar! Não podemos desistir, precisamos sempre ir em frente!”, finaliza.

Geovana Gessner, vereadora de Trombudo Central e Presidente do FOMPAVI, comentou sobre a importância de sediar esse encontro na sua cidade: “É uma honra, uma oportunidade, um prestígio receber essas mulheres e é com satisfação que falamos sobre o nosso trabalho, nossa história e nossas expectativas perante os 28 municípios que fazem parte da UCAVI. Recebê-las para uma tarde de autoconhecimento, integração e abertura para maior engajamento político feminino foi uma lisonja!”

Valquíria Schwarz, vereadora de Santa Terezinha e Vice-Presidente do FOMPAVI, falou sobre a experiência de ser mulher legisladora com comprometimento: “Como mulher tenho vontade de construir e transformar cada vez mais em busca de uma sociedade melhor. Saio daqui consciente que depende de mim, da minha atitude, do meu compromisso e do meu desejo de querer fazer a diferença para que a mudança que tanto almejo aconteça de verdade.”

Houve também palestra com a coach e terapeuta para mulheres, Maju Canzi, sobre o tema “Mulher Integral”. Maju contou sobre a experiência de palestrar para tantas mulheres numa semana delas:“Estar com elas é uma oportunidade de dar espaço para que se descubram e se reconectem com seu potencial, com seu papel de mulher, com sua liderança feminina e é disso que o mundo precisa, de líderes autênticas e transformadoras de vidas. Toda mulher já nasce com a missão de fazer algo especial, algo grande, algo que modifique a vida daqueles que a rodeiam. Falar hoje sobre a Mulher Integral é falar sobre a plenitude e o equilíbrio que temos, pois somos sábias e  até intuitivas. Quero que essas mulheres reflitam sobre as suas vidas e atitudes, se concentrando no fato de que problemas podem ocorrer, mas ficar relembrando e sofrendo é opcional. O que está dentro da gente é de nosso domínio, portanto somos nós que escolhemos o caminho que queremos seguir. Felicidade é conquista diária, mas acima de tudo, é uma escolha pessoal de vida!”

Mila Signori, assessora de imprensa da AMAVI/UCAVI, conta que participa de muitos eventos políticos e que prioritariamente são compostos de homens: “Assessoro os municípios e o Executivo da maioria deles é quase que majoritariamente masculino, e vir aqui participar de um Fórum específico para as mulheres é uma lisonja, pois mostra vários nomes de mulheres líderes, o que é uma perspectiva excelente.”

Morgana Possamai, servidora da Câmara de Vereadores de Witmarsum, comenta que vê com bons olhos o desejo que as mulheres têm de participar da política: “Vejo a coragem que têm e que, talvez, nem elas mesmas acreditavam chegar onde estão. Que nunca percam sua força e continuem firmes na luta, buscando qualidade de vida e o bem comum das cidades onde vivem!”

Anadir Koch Belli, vereadora de Salete, comenta que “para fortalecer a política é preciso participar e dar apoio a todas que organizaram essa tarde agradável, além de motivar as demais mulheres quem ainda não fazem parte do meio político a se engajarem e serem ativas em prol do lugar que vivem.”

Tania Mara Orlandi, também vereadora de Salete, ressalta que lideranças mulheres fazem a diferença: “Ser mulher já é ser especial, pois geramos vida, cuidamos das nossas casas e famílias, trabalhamos e administramos nosso tempo para que tudo flua da melhor maneira. As mulheres na política agem dessa forma também, legislando pelos interesses da população e liderando de forma firme, porém leve.”

Carmen Adair Koch Kniess, professora de Salete e participante pela primeira vez do Fórum, salienta que “este é um momento ótimo para buscar troca de experiências e vivências, para quem sabe em breve participar da política do meu município e mostrar ainda mais a força da mulher e a liderança perante a sociedade.”

Juceleni Andrade Pereira, vereadora de Santa Terezinha, comenta sobre as expectativas que tinha para o Fórum: “Viemos em 23 mulheres representantes do nosso município, e trazê-las para vivenciar o engajamento de outras mulheres já líderes políticas foi uma oportunidade para repensar nossa missão no mundo e realizar a mudança tão necessária. Saio daqui renovada e com ainda mais força para seguir nessa luta tão bonita.”

Marliza Martins, vereadora de Taió, comenta sobre ser mulher: “Acredito que nós mulheres somos realmente guerreiras. Nosso dom na política é transformar. Nós mulheres podemos ser tantas ao mesmo tempo: filhas, mães, esposas, namoradas, empresárias, amigas e inclusive vereadoras. Trabalhamos com emoção, não agimos somente pela razão, portanto as mulheres que estão no poder conseguem agir da melhor forma para fazer a diferença. Sou uma das quatro vereadoras de Taió, cidade do Alto Vale com maior participação feminina no Legislativo e digo que não foi fácil chegar até aqui e vencer os preconceitos da sociedade. Mas estamos tentando, lutando e buscando fazer o melhor para todos. Vejo a política assim: após sermos eleitos, não temos mais que ter siglas partidárias, mas sim um povo inteiro para cuidar e zelar pela sua qualidade de vida. Meu sonho é ver, ainda este ano, a união na nossa Câmara e todos trabalhando em unidade. Deixo meu recado às mulheres: nós podemos mais, muito mais.”

Vivian Fach, servidora da Câmara de Vereadores de Taió, relata a importância do incentivo para as mulheres no campo político: “Eu senti na pele o que é ser candidata MULHER na nossa sociedade (já que fui três vezes candidata). Tive apoio do meu pai e familiares que me incentivaram a cada eleição e isso me dava garra e esperança. Então hoje, vendo a pouca iniciativa e pouco envolvimento das mulheres na política, sinto-me na obrigação de incentivá-las. Possuímos na nossa cidade quatro vereadoras e como acompanho seus trabalhos de perto, vejo que se envolvem ativamente, procuram saber o que o povo pensa a respeito dos projetos, procuram ajudar no que se refere à saúde e à educação e o foco sempre é incentivar as mulheres a buscarem seu espaço. O equilíbrio entre candidatas/candidatos eleitos fará o diferencial. Toda cidade deveria ter mulheres, jovens e homens para representar o povo. O depoimento da prefeita Luiza foi realmente muito legal. Fez até eu ter vontade de concorrer à prefeita! A palestra da Maju sobre Mulher Integral foi supimpa!! Talvez não se aplicasse a todas as participantes, mas foi show! Foi uma delícia participar desse evento!!”

A dupla Anderson & Tonny, munícipes de Trombudo Central, abrilhantaram o evento cantando e emocionando as participantes. Anderson comentou que “foi uma satisfação representar nossa cidade e ver a alegria com que fomos recebidos por todas as mulheres e vê-las cantando conosco foi gratificante.”

Participaram mulheres de Agrolândia, Agronômica, Aurora, Braço do Trombudo, Dona Emma, Rio do Sul, Salete, Santa Terezinha, Taió, Trombudo Central, Vidal Ramos e Witmarsum.

Durante o encontro foram sorteados brindes e no encerramento teve um delicioso café, onde todas puderam conversar e confraternizar.

Cleide Tamanini Bogo

Pin It
Você gostaria de comentar?