FIESC discute parceria com município de Rio do Sul

IMG_3405

Antonio José Carradore, coordenador estadual do Movimento Santa Catarina pela Educação, e a especialista em Educação, Osnilda Leite, participaram de uma reunião na tarde de terça-feira, 07 de fevereiro, com o prefeito de Rio do Sul, José Thomé e a secretária de Educação, Janara Mafra. Também estiveram presentes empresários, vereadores e integrantes da Vice-presidência Regional e da Câmara Regional de Educação da FIESC Alto Vale, formada por voluntários de diferentes entidades da região.

Carradore explicou o que é o Movimento Santa Catarina pela Educação e ressaltou a importância da cooperação entre a FIESC e a prefeitura para melhorar a qualidade do ensino no município, começando pela profissionalização da gestão escolar. O prefeito elogiou as ações já realizadas. “A FIESC realiza esse brilhante movimento, Santa Catarina pela Educação. Em 2016 o tema trabalhado foi a gestão escolar, o que me chamou bastante a atenção. Também fui motivado por membros da FIESC Alto Vale para incorporar o projeto, por isso estamos aqui nesse primeiro encontro”, contou Thomé.

Após apresentar dados sobre a educação no país, no estado e em Rio do Sul, Carradore explicou que os índices catarinenses são os melhores do Brasil, mas não alcançam os de outros países. “Precisamos mobilizar governo e iniciativa privada pela mesma causa, a educação, transformando-a em prioridade”, afirmou. Ele citou as principais soluções criadas pelo Movimento SC pela Educação para aprimorar a gestão escolar. Uma delas é o MBA em Gestão Escolar, cuja proposta foi apresentada durante a reunião.

O coordenador justificou a necessidade de uma capacitação customizada para gestão escolar ao mostrar dados sobre a formação inicial dos professores. “Esse projeto de pós-graduação para os gestores abrange todas as dimensões administrativas. Hoje temos bons professores, que se tornaram diretores, que têm uma visão clara do processo de ensino e aprendizagem, mas que muitas vezes não tiveram oportunidade de receber uma preparação mais abrangente, incluindo questões como finanças, recursos humanos ou infraestrutura, por exemplo. Essas dimensões serão abordadas no MBA e quem participar estará apto para melhorar a qualidade da educação no município”, afirmou Carradore.

Os detalhes para viabilizar o MBA deverão ser discutidos nas próximas semanas entre prefeitura e FIESC. Se forem aprovados, Rio do Sul deverá ser o primeiro município catarinense a aderir ao projeto piloto para profissionalizar a gestão nas escolas.

Sobre o Movimento Santa Catarina pela Educação

Teve início em 2012 por inciativa da FIESC, e visa mobilizar, articular e influenciar os setores econômicos e o poder público para melhorar a educação quanto à escolaridade, qualificação profissional e qualidade do ensino. O projeto reúne representantes de quatro setores econômicos (agricultura, indústria, comércio e transportes), dos sindicatos patronais e laborais, dos setores educacionais, da sociedade civil e do poder público.

 

Debora Claudio

Pin It
Você gostaria de comentar?