Estudantes da Universidade de Michigan visitam Udesc e realizam atividade com alunos de Teatro

intercambio_michigan_udesc

O Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) recebe nesta semana, pelo segundo ano consecutivo, um grupo de estudantes da Universidade de Michigan, situada nos Estados Unidos. Eles estão acompanhados da professora Ashley Lucas, docente do Departamento de Teatro e Drama da instituição e palestrante do 1º Seminário Internacional de Arte e Educação Prisional – que aconteceu até esta quarta-feira, 31, na Udesc.

Participar de atividades de ensino e extensão e aprimorar o intercâmbio entre culturas. Com este intuito, o grupo de 16 alunos da Universidade de Michigan esteve nesta segunda, 29, no Espaço 1 do Departamento de Artes Cênicas, para uma série de atividades relacionadas a prática do teatro. Em clima de descontração e aprendizado, os estudantes puderam trocar experiências com alunos do curso de Teatro da Udesc Ceart.

Os visitantes – que chegaram no domingo, 28, em Florianópolis – participam do projeto The Prison Creative Arts desenvolvido pela professora Ashley na instituição americana. A iniciativa, que tem como intuito levar arte para as prisões, pretende estimular a expressão criativa de presidiários, por meio do teatro, da dança, da música, da literatura ou das artes visuais.

Para estudantes da disciplina “Metodologia do Ensino de Teatro I”, ministrada na 1ª fase do curso de Teatro da Udesc pelo professor Vicente Concilio – um dos coordenadores do 1º Seminário Internacional de Arte e Educação prisional e responsável pela vinda de Ashley à Udesc – a atividade desta segunda conseguiu atingir o objetivo da troca de experiências.

Bruna Schimidt, estudante da primeira fase do curso de Teatro, revela que a importância do encontro envolve a possibilidade de integrar culturas, ainda mais em uma área tão abrangente como o universo das artes cênicas. Já Luan Renato, também em seu primeiro ano como estudante da Udesc, afirma que o encontro superou as expectativas. “Imaginava que os estudantes americanos ficariam mais acanhados, mas me surprendeu como eles estavam ativos”, revela.

A professora Ashley destaca como ponto principal da atividade a energia incrivel que sentiu no grupo e a “imensa felicidade” pela possibilidade deste novo encontro. “É incrivel como eles se entendem, mesmo com a limitação do idioma”, afirma. Os estudantes que acompanham Ashley são de diversas áreas da Universidade de Michigan, sendo que apenas um deles tem sua formação relacionada ao teatro. A maioria é de cursos como Antropologia, Psicologia, Trabalho social e Escrita criativa. Ela explica que para muitos de seus alunos é a primeira vez quem vêm ao Brasil – somente dois estudantes estiveram presentes nas atividades de 2016.

A primeira passagem de Ashley pela Udesc, em maio do ano passado, foi marcada pela apresentação da oficina Teatro para Mudança Social, que foi ministrada por ela e seus alunos durante a Oficina Intensiva de Teatro. O evento, que ocorre desde 2004, promove o encontro entre diversos grupos de teatro comunitário e é organizado pelos membros do Núcleo de Formação de Facilitadores (Fofa), desenvolvido no programa de extensão da Udesc Teatro e Comunidade, sob a coordenação da professora Márcia Pompeo.

Os estudantes estrangeiros estão seguindo um roteiro de atividades elaborado exclusivamente para este período de intercâmbio em Florianópolis. Além da integração que tiveram nesta segunda, junto à turma do professor Vicente, irão participar da programação do 1º Seminário Internacional de Arte e Educação Prisional, nesta terça, 30, e quarta-feira, 31 na Udesc.

A programação do grupo segue com o espetáculo “O Visitante Atrás das Grades”, peça desenvolvida por Ashley que trata do impacto do encarceramento para as famílias dos presidiários. A peça será apresentada na quinta, 1º de junho, e sexta-feira, 2, às 20h, no teatro do Sesc Prainha, em Florianópolis, com entrada gratuita e retirada de ingressos no local uma hora antes do início do espetáculo. A professora Marina Henriques Coutinho, docente de Teatro na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), participa da peça e também está acompanhando as atividades na Udesc. Por fim, o grupo participará também neste ano da Oficina Intensiva de Teatro, que acontece na Udesc nos dias 3 e 4 de junho.

Pin It
Você gostaria de comentar?