Dinheiro no carnaval cria briga entre Ivete Sangalo e Carlinhos Brown

O Carnaval de Salvador terminou com uma grande polêmica. Não se fala em outra coisa na ressaca carnavalesca de Salvador, a não ser o tempo fechado entre Ivete Sangalo e Carlinhos Brown.

O famoso Arrastão da Quarta-Feira de Cinzas comandado por Carlinhos Brown ficou de fora pela primeira vez em sua história. A polêmica vai além de amizade e chega em investimentos.

Brown alegou que só tinha investimento para um bloco, o Afródromo, e não poderia investir em outro no mesmo ano. Assim, o comando do Arrastão foi para Ivete Sangalo, que tem dinheiro e patrocinadores de sobra.

As más línguas dizem que Brown estaria muito irritado com esse domínio de Ivete, e suas empresas, no atual carnaval baiano. E não é só Brown que anda desanimado com o cenário. O presidente do bloco Olodum, João Jorge Rodrigues, criticou a divisão dos recursos do Carnaval e a criação do novo circuito do Afródromo.

Em entrevista à Folha de São Paulo, o líder do Olodum, disse que “a Bahia virou a terra de uma artista só. Parece que os outros estão todos mortos”. “Não acho que a Ivete Sangalo seja a dona do Carnaval.Dona do Carnaval é a economia global. Essa sim é a dona de tudo (risos)”, respondeu Gilberto Gil à entrevista do presidente do bloco Olodum.

Gil disse que entende as declarações de João Jorge. Mas, para o ex-ministro, a situação cabe aos patrocinadores e aos interesses da telecomunicação. “Não é a Ivete. Ela, de certa forma, se subalterna [a isso] como eu, como outros”, afirmou.

Pin It

Comentários estão fechados.