Criciúma – Vereadores almoçam com prefeito na Central da Merenda

O prefeito Itamar da Silva recebeu nesta sexta-feira (15), alguns vereadores criciumenses na Central de Processamento da Merenda Escolar, para um almoço diferente. Ao mesmo tempo em que se alimentaram com a mesma refeição levada para os alunos nas escolas da rede municipal de ensino de Criciúma, o grupo conheceu detalhes da infraestrutura do local.

Uma das nutricionistas da equipe, Bruna Deolindo Izidro, explicou como funciona o trabalho na central. Ela relatou desde a compra e a fabricação do alimento até o processo de logística que garante a entrega pontual e de qualidade do que é levado a mesa dos alunos. Segundo ela, somente aos que estudam em escolas de período integral, são 3.800 refeições no horário do almoço e o mesmo número na janta.

Diariamente, são produzidos alimentos para 12 mil crianças. O restante do grupo que compõe os 17 mil alunos, por meio de um revezamento não recebe comida quente, mas, outros alimentos como sorvete, suco, bolacha e pão. “A criação do cardápio é feita por meio de uma pesquisa feita diretamente com os alunos, eles definem o que é melhor e a gente produz”, disse a nutricionista.

A coordenadora da Central da Merenda, Conceição Gorete Martinello, contou que o trabalho na central de alimentos é dividido em três turnos. O primeiro deles tem início às 4h. Um grupo começa às 6h e o último tem a entrada às 10 horas. Ao todo são 62 funcionários que conduzem o trabalho que tem sido referência para dezenas de municípios Catarinenses e de outros estados. “Nossa alimentação é servida com margem mínima de gordura, tudo preparado para garantir a qualidade do que as crianças comem enquanto estão nas escolas de Criciúma”, destacou ela.

O objetivo do encontro, segundo o prefeito Itamar da Silva, é fazer com que os novos legisladores conheçam o processo de funcionamento do espaço e a refeição que é distribuída para os alunos da rede municipal. “Ano passado ocorreram muitas críticas, agora as pessoas já conhecem e os vereadores também foram convidados para que tivessem esta oportunidade”, pontuou Itamar.

O vereador Ricardo Fabris considerou o processo muito interessante. “Conhecia vagamente o processo, mas entendendo o funcionamento e a logística, percebendo a atenção disponibilizada aos alunos especiais acho que a cidade ganha muito”, garantiu o vereador.

O vereador Daniel Freitas também não conhecia a central e disse ter ficado bastante surpreso com o que viu. “Provei e aprovei a comida servida aqui hoje, além do trabalho realizado por estes profissionais que conhecemos de perto. Eu só ouvi críticas no ano passado e achei muito interessante conhecer o sistema de alimentação dos alunos”, concluiu.

Para a secretária do sistema de Educação, Olnete Bez Fontana, foi uma satisfação ver todos eles comendo, repetindo e deixando o prato limpo. “O que eles comeram é saudável, de excelente qualidade e agora quando ouvirem falar da central, já conhecem nosso trabalho”, comemorou.

Pin It

Comentários estão fechados.