Com investimento de R$ 4,8 milhões do Governo do Estado, Colombo inaugura reforma do hospital em Presidente Getúlio

O governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso,  inauguraram na tarde desta sexta-feira, 8, a reforma e ampliação do Hospital e Maternidade Maria Auxiliadora em Presidente Getúlio. A obra, que recebeu mais de R$ 4,8 milhões do Governo do Estado nos últimos anos, foi executada em quatro etapas e beneficiou diversos setores.

O hospital é administrado pela Congregação das irmãs Franciscanas de São José e completa 80 anos de fundação. Essa é a primeira reforma significativa da unidade onde foram reestruturados os setores como pronto atendimento, administrativo, de nutrição e refeitório. Foi construído ainda um Centro de Diagnóstico por Imagem. Os convênios para a obra foram assinados em 2012,2013,2015 e 2016 quando a unidade recebeu a maior quantia, cerca de R$ 3 milhões.

visita foto Helena Marquardt

Colombo acompanhou uma missa comemorativa e depois fez uma visita pelas alas reformadas da unidade. Em seu discurso ele afirmou que apesar de todas as dificuldades financeiras Santa Catarina tem conseguido vencer desafios, principalmente na saúde. “Ficamos muito felizes de ver esse avanço na saúde e essa qualidade no atendimento  que é nosso maior objetivo. Também temos que agradecer a parceria com as irmãs e a todos que ajudaram. É muito fácil reclamar, mas aqui temos um belo exemplo da comunidade que se engaja para ajudar o hospital.”

Já o secretário da Saúde lembrou o esforço das irmãs ao longo dos anos e destacou que a missão do governo é cuidar das pessoas. “Essa é a nossa prioridade e temos feito o possível para isso. Recentemente conseguimos abrir a UTI de Ibirama que também é tão importante para a região e a partir de janeiro teremos a oncologia no Hospital Regional de Rio do Sul, investimentos significativos que vão fazer a saúde avançar ainda mais.”

O secretário Executivo da ADR de Ibirama, Jamir Marcelo Schmidt, parabenizou o trabalho que as irmãs franciscanas realizam no hospital e falou sobre a importância da reforma para toda a população. “Sabemos o quanto é difícil passar por problemas de saúde e mais difícil ainda é ter que se deslocar para outra cidade para receber tratamento, ficar longe de casa e da família. Por isso nada mais justo investir nesse hospital que é referência, para que a comunidade possa se tratar aqui, onde recebem um excelente atendimento”.

A diretora do HMMA, irmã Aurélia Pauli, falou da união das irmãs que se colocam voluntariamente a serviço dos mais fragilizados e agradeceu ainda a toda a equipe médica e demais colaboradores que não medem esforços para prestar um serviço humanizado e de qualidades. Ela também ressaltou e agradeceu as autoridades que entenderam a importância da obra e liberaram recursos e a toda comunidade que ajuda o hospital com benfeitorias. “Com isso conseguimos manter esse serviço tão importante que completa 80 anos salvando vidas”, ressaltou.

 

Helena Marquardt

Pin It
Você gostaria de comentar?