Colegiado Regional de Governo apresenta ações na ADR de Ibirama

reuni縊 colegiado foto Helena Marquardt ADR

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR)de Ibirama, reuniu na tarde desta segunda-feira, dia 15, o Colegiado Regional de Governo. No encontro, representantes de cerca de 20 empresas públicas e gerências regionais discutiram problemas pontuais e apresentaram suas principais ações.

O secretário regional, Jamir Marcelo Schmidt abriu a reunião explicando que esse é um dos momentos mais importantes para Governo em âmbito regional. “São nesses encontros que podemos juntos  definir a melhor forma de superar desafios e comemorar as inúmeras conquistas que tivemos”, afirmou.

Um dos assuntos de maior destaque na reunião foi a abertura da UTI do Hospital Dr. Waldomiro Colautti, que deve ocorrer nas próximas semanas. O diretor da unidade, Roberto Ferrari, destacou que nesse momento a ADR realiza as últimas licitações para a compra de equipamentos. O investimento do Governo do estado é de mais de R$ 1 milhão. “Nessa semana inclusive vamos receber a equipe da Superintendência dos hospitais para uma vistoria e acredito que em junho vamos finalmente disponibilizar esses 10 leitos de UTI e salvar vidas”, enfatizou.

O comandante do Corpo de Bombeiros Militar na região, Celso Montagna, falou sobre a vinda dos kits de combate a incêndio para unidades escolares. “Esses kits são compostos de equipamentos básicos de segurança como extintores, placas de saída e iluminação que vão ser instalados em todas as escolas da Rede Estadual e devem garantir mais segurança a comunidade escolar”.

O representante da Fazenda, Jordão Luiz Moratelli, comemorou o fato de que enquanto outras regiões enfrentam problemas financeiros, a Gerência de Rio do Sul, que atende 30 municípios, tem em caixa 67,4 milhões.  Ele revelou ainda que Santa Catarina teve um saldo positivo de 65% na arrecadação em relação ao mesmo período do ano passado.

O coordenador regional da Defesa civil, Jaimerson Espíndola, apresentou as ações da secretaria visando principalmente a prevenção como a sobre elevação das barragens de Taió e Ituporanga, a construção de novas barragens em Mirim Doce e Petrolândia e o envio de alertas por  SMS a partir de informações geradas pelo Radar Meteorológico de Lontras. “Hoje Santa Catarina é referência em prevenção e continuamos investindo e trabalhando para amenizar as consequências dos desastres naturais”, ressaltou.

Já o gerente regional da Celesc, Manoel Arisoli Pereira, explicou que a companhia vai pegar um empréstimo com o BID de 300 milhões de dólares. Desse total, para a região do Vale Norte, serão cerca de R$ 5 milhões que serão utilizados para interligar a linha de transmissão do trecho da Usina Saltão Pilão em Apiúna até a subestação em Presidente Getúlio. “Com isso o Vale Norte vai ficar com duas fontes de suprimentos e ter muito mais tranquilidade no abastecimento de energia”.

A reunião contou com representantes HDWC, Fatma, Coordenadoria Regional da Defesa Civil, Fazenda, Corpo de Bombeiros Militar, Epagri, Cidasc, Celesc e gerentes regionais da ADR.

Helena Marquardt

Pin It
Você gostaria de comentar?