Chuva forte causa alagamentos em Presidente Getúlio

12743500_577930859022461_4244967903375366732_n

Na noite do último sábado(20), uma forte chuva castigou várias regiões do Estado.

Em Presidente Getúlio a precipitação foi de cerca de 60 mm, o que causou alguns pontos de alagamentos em ruas do centro da cidade.

Os Bombeiros Voluntários e a Defesa Civil foram acionados para a localidade do ribeirão Sabiá onde uma família ficou ilhada. Parte da pista ficou ficou interditada pelo grande volume de água.

Na esquina das ruas Curt Hering com Getúlio Vargas a água também interditou o trânsito de veículos por alguns minutos após o temporal.

Ainda por volta das 21:29 h, na rua Arthur Geisel, o telhado de um prédio foi danificado e a água acabou infiltrando pelas tomadas de energia elétrica dos apartamentos. As equipes realizaram os procedimentos de segurança e orientou os moradores para o acionamento de um eletricista.

12745959_577930839022463_7686480592255894222_n

Estragos foram registrados em diversas cidades de Santa Catarina

A forte chuva que atingiu Santa Catarina entre a tarde de sábado e madrugada de domingo deixou estragos em diversas cidades do Estado. Os acumulados registrados em algumas cidades chegaram próximos ao que normalmente chove no mês inteiro.

Segundo dados da Defesa Civil, em Turvo, no Sul, o acumulado foi de 181 milímetros entre a manhã de sábado e a manhã deste domingo. Em Indaial,  choveu 121 milímetros no mesmo período.

Com a grande quantidade de chuva, foi emitido um alerta para risco de deslizamentos em Indaial, Santa Rosa de Lima, Jaraguá do Sul, Gaspar, Blumenau, Camboriú e Balneário Camboriú na noite de sábado.

No Oeste, os estragos foram grandes. Em Xavantina, ocorreram 20 desmoronamentos e oito famílias ficaram desabrigadas. A Defesa Civil vai avaliar o local à tarde. Os casos ocorreram no interior da cidade e não informação de feridos.

Em Iporã do Oeste, foram registrados alagamentos na Avenida Gustavo Fetter. No interior do município, estradas ficaram danificadas. A Linha Cabeceira do Taquarussu foi a mais afetada, conforme a Defesa Civil. No Extremo-Oeste, em Campo Erê, também ocorreram alagamentos.

Em Imbituba, no Sul, a Defesa Civil atendeu chamados em pontos de alagamento em diversas ruas nos bairros Centro, Nova Brasilia, Vila Nova, Vila Alvorada, Paes Leme, Sambaqui, Ibiraquera, Vila Santo Antonio e Porto da Vila. Neste último, o órgão diz que por inexistência de drenagem pluvial a água invadiu uma residência. Não houve necessidade de retirar de pessoas das casas.

Também no Sul, em Urussanga, foram atendidas ocorrências pontuais de alagamentos e enxurrada. Uma família foi retirada de casa por prevenção depois que um muro colocou a residência em risco no Bairro Bela Vista. Em Salete, o acesso ao Morro do Santuário de Nossa Senhora da Salete ficou obstruído por conta de árvores caídas. Uma rajada de vento na região causou o estrago.

O Vale também teve alagamentos em Blumenau, onde a BR-470 chegou a ficar trancada por conta do acúmulo de água. O Bairro da Velha foi o mais prejudicado. Ocorreram 10 deslizamentos, três deles atingiram casas.

Na região do Vale do Itapocu, Jaraguá do Sul teve 10 registros de alagamento. Um muro cedeu no Bairro Czerniewicz, mas não havia risco e o ponto havia sido contido pelo proprietário. Além disso, houve um escorregamento de terra pequeno na Vila Lenzi.

Maiores acumulados das últimas 24h (entre as manhãs de sábado e domingo):

Turvo – 181mm

Indaial – 121mm

Morro Grande -119mm

Nova Veneza – 113mm

Imbituba – 102mm

Seara – 95mm

Camboriú – 90mm

Santa Rosa de Lima – 90mm

Sombrio – 86mm

Garuva – 82mm

Gaspar – 81 mm

Jaragua do Sul – 79mm

 

Pin It
Você gostaria de comentar?