Celesc vai investir R$ 11 milhões em sete projetos de eficiência energética

florianopolis_-_eficiencia_energetica_20160509_1231883266

O Governo do Estado, por meio da Celesc, vai investir R$ 11 milhões em sete projetos de eficiência energética que atendem quatro universidades, duas empresas e uma prefeitura.

Os contemplados foram selecionados entre 32 propostas inscritas em chamada pública e os contratos firmando a parceria foram assinados em ato nesta segunda-feira, 9, em Florianópolis.

Os recursos serão aplicados para que empresas e instituições tenham um consumo mais eficiente de energia, trocando equipamentos ou sistemas de iluminação por modelos mais modernos e mais econômicos. Após concluídos, os investimentos juntos devem reduzir 1.452 kW de demanda no horário de ponta (entre 18h30 e 21h30) e gerar economia de 9 mil MWh por ano. Com isso, a estimativa da Celesc é que haja redução de custos de R$ 3 milhões por ano entre todos os beneficiados.

“O Brasil está sendo desafiado em fazer mais com menos, ser mais eficiente e aumentar sua competitividade no mercado internacional. Não existe milagre, é preciso melhorar a produtividade. E o custo de energia é um fator predominante em qualquer instituição. A iniciativa da Celesc é uma medida extremamente importante e inovadora”, destacou o governador Raimundo Colombo.

“A energia elétrica é um item fundamental no nosso dia a dia, para geração de emprego e renda e para a melhoria da nossa qualidade de vida. Dentro deste contexto, a necessidade de eficiência energética tem tomado uma proporção bastante grande. O desafio é diminuir consumo, e, com isso, a distribuidora adequa seus investimentos e permite com que as instituições contempladas tenham uma redução na sua conta de luz”, acrescentou o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, lembrando que a partir das próximas semanas, cada instituição contemplada já dará início às obras de adaptação.

Os sete convênios assinados:

Trombini Embalagens – convênio de R$ 3,3 milhões. A empresa de Fraiburgo, no Meio Oeste, obteve a melhor classificação final com o projeto de eficientização energética do seu sistema motriz. Com a mudança dos equipamentos, é prevista uma economia mensal de R$ 106 mil.

Cia Canoinhas – convênio para substituição de motores da empresa, no valor de R$ 2,1 milhões. A economia projetada é de R$ 69,7 mil por mês.

Prefeitura de Joaçaba – convênio de R$ 2,8 milhões para substituição de 1.961 pontos de iluminação pública do município por luminárias LED. A economia prevista é de R$ 37,7 mil por mês. “Com essa economia pagando menos luz, vamos poder fazer mais investimentos”, destacou o prefeito de Joaçaba, Rafael Laske.

Fundest Unochapecó – convênio no valor de R$ 1,19 milhão para substituição de 4.973 lâmpadas fluorescentes tubulares por lâmpadas de LED e para instalação de 180 módulos de painéis fotovoltaicos para captação de energia solar. A economia prevista é de R$ 17,7 mil por mês.

Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (Uniarp) – convênio de R$ 371,6 mil para substituição de 3.375 lâmpadas fluorescentes tubulares por lâmpadas de LED. A economia proporcionada pelo projeto é de R$ 7 mil por mês nos custos com energia elétrica da universidade.

Universidade Regional de Blumenau (Furb) – convênio no valor de R$ 862,9 mil para substituição de 9.202 lâmpadas fluorescentes tubulares por lâmpadas de LED. A economia projetada é de R$ 11,4 mil por mês.

Unisul – convênio de R$ 492 mil para a substituição de 1.618 lâmpadas fluorescentes tubulares por lâmpadas LED e para instalação de 120 módulos fotovoltaicos para captação de energia solar. A economia prevista é de R$ 6 mil por mês.

Alexandre Lenzi

Pin It
Você gostaria de comentar?