Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio se reúne com Gerente do SAMU-SC

Na tarde da última quinta-feira (28), o Comandante dos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio Amarildo Molinari, e o Bombeiro Gustavo Losi, estiveram reunidos em Florianópolis com o novo Gerente do SAMU de Santa Catarina para tratar de assuntos da corporação.

 

Na oportunidade o Comandante apresentou informações sobre as parcerias que até então eram mantidas entre Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio e o SAMU na região do Alto Vale do Itajaí ou com a Central de Regulação Médica do SAMU em Blumenau. O Comandante colocou a corporação à disposição para a continuidade ou estabelecimento de novas parcerias, solicitando o apoio para que a corporação fosse contemplada com uma ambulância 4×4 para ser utilizada no atendimento a áreas de difícil acesso na área de atuação, sendo os municípios de Presidente Getúlio, Dona Emma, Witmarsum e região.

Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio se reúne com Gerente do SAMU-SC

O novo Gerente do SAMU, tenente-coronel João Batista Cordeiro Júnior informou que as parcerias entre o Bombeiro Voluntário de Presidente Getúlio e o SAMU serão mantidas e que está a deposição para ajudar a corporação. Na oportunidade o Gerente do SAMU, solicitou ao Comandante Amarildo informações para ajudar nas mudanças em andamento visando a integração do SAMU e Bombeiros.

O Comandante Amarildo deu seu relato sobre o assunto. “O tema é bem complexo, de um lado há quem concorde, mas do outro há quem discorde, cada qual com suas justificativas, mas uma das minhas principais preocupações com as mudanças é a possibilidade da transferência das ligações para 193 que atualmente são direcionadas a uma central em Presidente Getúlio, e assim passarem a ser direcionadas para a Central Única em Florianópolis. A Regulação Médica para o APH – Atendimento Pré-hospitalar (trabalho realizado com ambulâncias) tem legislação e portarias que falam desta obrigação e vejo que isso é necessário, mas no meu ponto de vista há ligações que deveriam ter despacho rápido, como acidentes graves, paradas cardíacas, incêndios, etc.”, o Comandante ainda destacou “caso isso acontecer,  poderá  haver aumento do tempo entre solicitação até a chegada da equipe ao local da ocorrência devido a triagem ser feita por pessoas que não conhecem muito bem nossa região e/ou devido a triagem ser realizada em uma Central em Florianópolis e necessitar ser repassada a Central em Presidente Getúlio”, frisou o Comandante Amarildo.

“Ocorrências como capturas de animais, corte de árvores, óleo na pista que não necessitariam regulamentação médica, ou seja, não necessitariam ser direcionadas a uma Central Única”, disse Amarildo.

Em dias normais a Central dos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio recebe de 5 a 15 ligações por dia, mas no período de enchente este número tem um aumento significativo, que pode ultrapassar as 80 ligações em um só dia e se for uma central única, poderá ocorrer o congestionamento nas linhas telefônicas.

O Comandante Amarildo ainda relatou ao Gerente do SAMU do Estado, que já houveram problemas em telefones, programas, mas o problema atingiu apenas a central dos bombeiros voluntários, se for uma Central única e vir dar algum problema, ele atinge todo o Estado de Santa Catarina. “Veja bem, não sou contra, mas o correto seria buscar outras alternativas para a regulação médica e evitar duplicidade em ocorrências” destaca.

O Gerente do SAMU concordou com as preocupações, e disse que não pode haver aumento do tempo resposta, que algumas ligações deveriam haver despacho rápido e que algumas ocorrências não necessitariam passar por regulação médica e informou que a ideia seria manter o direcionamento das ligações 193 a Central do Bombeiro Voluntário de Presidente Getúlio e está passaria apenas a encaminhar a Central única as ocorrências que necessitariam de Regulação Médica.

Todos os assuntos pertinentes a este caso, estão sendo discutidos entre os representantes das corporações dos Bombeiros Voluntários no Estado e ABVESC – Associação dos Bombeiros Voluntários no Estado de Santa Catarina, mas ainda não há um posicionamento oficial.

 

Alex de Lima

Pin It
Você gostaria de comentar?