Arcebispo do Rio garante que Jornada Mundial da Juventude está mantida

O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, disse hoje (11) que os preparativos para a Jornada Mundial da Juventude não serão modificados pela renúncia feito nesta manhã pelo papa Bento XVI, que deixará o cargo no dia 28 deste mês. A prefeitura do Rio também emitiu uma nota garantindo que o evento, marcado para os dias 23 a 28 de julho, está mantido.

Dom Orani concedeu uma entrevista coletiva na Basílica Nossa Senhora de Lourdes, em Vila Isabel, zona norte do Rio, onde rezou uma missa pelos doentes, em comemoração ao Dia de Nossa Senhora de Lourdes.

O arcebispo, em primeiro lugar, agradeceu a Deus pela vida de Bento XVI e “por sua missão e força de levar adiante o caminho da igreja em um tempo de tantas controvérsias e dificuldades”. Depois, o sacerdote manifestou gratidão ao pontífice por ter escolhido o Rio de Janeiro como sede do evento que reúne milhões de jovens católicos de dois em dois anos.

“A arquidiocese reza por ele, por seu sucessor e anuncia que os trabalhos da Jornada Mundial da Juventude continuam da mesma forma como estavam sendo preparados”, concluiu.

Segundo o arcebispo do Rio, o papa já tinha se referido de forma particular à possibilidade de não ser ele o representante da Igreja Católica no evento. “O papa sempre vai à Jornada Mundial da Juventude. Ele disse isso, inclusive, se referindo que ele ou seu sucessor viriam”.

Dom Orani lembrou que, em 2005, a Jornada Mundial da Juventude de Colônia, na Alemanha, também já estava marcada quando o papa João Paulo II morreu, quatro meses antes do evento, e foi substituído por Bento XVI, que manteve a participação.

Pin It

Comentários estão fechados.