Amigos e familiares se despedem do prefeito de Ibirama

IMG_0031

Comunidade, políticos e familiares deram ontem, terça-feira, a tarde o último adeus ao prefeito de Ibirama Osvaldo Tadeu Beltramini que faleceu na segunda-feira(21), no hospital Dona Helena em Joinville.

Beltramini estava internado desde o início de outubro para tratamento de um tumor no cérebro, descoberto há cerca de um ano e meio. O velório aconteceu na Igreja Matriz Santo Huberto e corpo do peemedebista foi levado pelos Bombeiros Voluntários até o Cemitério Municipal onde foi enterrado.

Representando o governador João Raimundo Colombo, o vice Eduardo Pinho Moreira também veio se despedir e destacou que além de um colega de partido, considerava Osvaldo um grande amigo e o admirava pessoal e profissionalmente. “O seu jeito tranquilo, a busca pelo bem das pessoas e sua vontade de fazer sempre mais ficarão como exemplo”.

O secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama, José Adálcio Krieger, também lamentou o falecimento do prefeito de Ibirama afirmando que esta foi uma grande perda. “Ele era um homem muito guerreiro e muito disposto a contribuir com Ibirama e toda a região através da busca incessante de obras que beneficiariam a população”, comentou.

O secretário ainda ressaltou que o prefeito sempre procurou utilizar recursos do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) para melhorar a vida de pessoas que viviam em comunidades mais carentes da cidade. “Esse sempre teve esse cunho social na distribuição dos recursos do Fundam. Como administrador era muito cuidadoso com o dinheiro público e continuará sendo um exemplo”.

Ele foi vereador de 1983 a 1988 e vice-prefeito de 1996 a 2000. Ele comandou a Secretaria de Desenvolvimento Regional de Ibirama de 13 de abril de 2010 a 13 de abril de 2011. Em 2012 foi eleito prefeito de Ibirama com 6.122 votos. Neste ano ele chegou a lançar candidatura para reeleição, mas acabou renunciando no dia 12 de setembro já por problemas de saúde e cedendo a vaga para o prefeito eleito Adriano Poffo.

O prefeito, que estava com 61 anos, deixa enlutados a esposa Célia Beltramini, que também é servidora da ADR, quatro filhos e demais familiares.

Helena Marquardt 

Pin It
Você gostaria de comentar?