Agricultores visitam estação experimental da Epagri de Ituporanga para conhecer novo sistema de plantio

foto Marcelo Steiner

Cerca de 30 agricultores de Ibirama visitaram nesta quinta-feira, dia 10, a Estação Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Estado de Santa Catarina (Epagri) de Ituporanga para conhecer um novo sistema de plantio que tem trazido ótimos resultados e pode ser adaptado para todo o Estado. Na cidade eles acompanharam palestras e ainda conheceram diversas propriedades.

A programação do dia iniciou com uma palestra técnica sobre o Sistema de Plantio Direto de Hortaliças (SPDh) e visita a três propriedades que já adotaram o novo sistema. Depois os agricultores também conheceram outros produtores que adaptaram máquinas agrícolas para o cultivo de diversas culturas.

A viagem, que foi acompanhada por diversos pesquisadores, foi possível graças a uma parceria entre a Epagri e a Prefeitura Municipal de Ibirama, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (Sedema).

De acordo com o extensionista da Epagri de Ibirama, Marcelo Steiner, visitas como essa são importantes para que os agricultores possam melhorar sua produtividade de uma forma mais sustentável. “Essa tecnologia desenvolvida pela Epagri de Ituporanga visa a proteção do solo e utiliza a combinação de várias espécies de adubação verde. Ela evita a erosão e melhora a produtividade de várias culturas e pode ser implantada aqui na nossa região também, por isso apresentamos para eles essa novidade.“

Além de saberem mais sobre o novo sistema desenvolvido na Capital da Cebola, os ibiramenses também conhecera experiência de um grupo organizado de agricultores que abandonou o plantio de tabaco e hoje se dedica quase que exclusivamente a comercialização de hortaliças para a merenda escolar de Ituporanga e grandes redes de supermercados. “É um trabalho muito interessante para se conhecer e aproveitar para trocar ideias e experiências”, completou Marcelo.

O agricultor Jonatan Barth, de 26 anos, que produz tomate, morango, pepino e cenoura,  ressalta que a visita foi bastante proveitosa e valeu a pena. “Pudemos esclarecer várias dúvidas e de modo geral foi muito bom”, comentou.

Helena Marquardt

 

 

Pin It
Você gostaria de comentar?