Agricultores do Alto Vale beneficiados pelo SC Rural aproveitam para lucrar no Natal

biscoitos foto Helena Marquardt ADR Ibirama

Que o Natal é a época de melhor faturamento para o comércio todos já sabem, mas no Alto Vale, a data tem sido sinônimo de lucro para agricultores do Alto Vale que foram beneficiados pelo SC Rural e hoje conseguem garantir  renda extra no final do ano. É o caso de Iara Aparecida Leite Dauer, que graças ao financiamento conseguiu montar uma pequena agroindústria em Vitor Meireles onde produz bolachas decoradas e pães.

Ela conta que a família trabalhava com gado de leite, mas ao passar por dificuldades financeiras resolveu diversificar a atividade. Foi então que ela se inscreveu num curso do SC Rural e teve um projeto contemplado no valor R$10 mil. Durante as capacitações nas mais diversas áreas que decidiu empreender e montar o negócio próprio que começou modesto, mas hoje é fundamental para manter as despesas da casa. “Além de termos esse dinheiro a mais no final do mês ainda posso trabalhar em casa fazendo meus horários, ajudando meu marido com o gado e cuidando das tarefas domésticas e do meu filho então estou bem contente”.

E com a proximidade do Natal, os biscoitos decorados da jovem têm feito tanto sucesso que ela já tem diversos pontos de venda fixos e encomendas de toda a região e precisou contratar a mãe para uma ajuda extra. “Nessa época a gente tem que trabalhar direto porque tem muita encomenda então minha mãe vem me ajudar algumas horas por dia para conseguirmos atender todo mundo”, afirma.

A história de Iara é apenas um dos exemplos de pessoas que tiveram sua vida transformada graças ao SC Rural que já soma cerca de R$ 4,4 milhões em investimento do Governo do Estado só na Regional de Ibirama. Dinheiro que fez com que os produtores que participam do programa tivessem aumento de 118% na renda familiar e permanecessem no campo.

Odair Warmling, que produz uvas e pêssegos em Witmarsum, foi outro contemplado que garante renda extra no Natal graças ao programa. O agricultor inscreveu um projeto para a construção de uma área de venda em sua propriedade e foi contemplado com R$ 40 mil. O novo espaço está pronto e já tem recebido grupos de todo o Estado, mas deve ficar lotado pelos próximos dias porque inicia no dia 24 o sistema de ‘colha e pague’ da uva que segue até o final de janeiro. “Nossa expectativa desse ano é colher 40 toneladas de uva e essa construção para nós foi muito importante porque agora temos um espaço adequado para receber as pessoas, com mesas, banheiros e tudo que precisa, além disso elas aproveitam para comprar também nossa geleias, sucos e vinho o que garante mais lucro”, enfatizou.

A gerente de Políticas Socioeconômicas Rurais e Urbanas da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama, Edna Beltrame Gesser, afirma que o programa tem sido fundamental para o desenvolvimento do meio rural, pois proporciona a diversificação de atividade e modernização, fazendo com que as famílias invistam na propriedade e não abandonem a agricultura que continua sendo uma das bases da economia dos municípios região. “O programa dá novas perspectivas de futuro para todos os beneficiados como foi o caso da Iara e do Odair e possibilita que as famílias consigam viver bem no campo aumentando sua produtividade e não precisem se mudar para a cidade, principalmente os mais jovens”, comentou.

Edna explica que na região o dinheiro do SC Rural foi investido em diversas áreas desde a produção de leite, apicultura, citricultura e até agroturismo, além da melhoria de estradas e compra de equipamentos para as Unidades de Referência Tecnológica em Presidente Getúlio, Dona Emma, Presidente Nereu, Lontras, Ibirama e José Boiteux.

Helena Marquardt

Pin It
Você gostaria de comentar?