ADR Taió e lideranças buscam solução para os problemas da Rodovia SC-425 em Mirim Doce

Mirim Doce

O secretário executivo de Desenvolvimento Regional de Taió em exercício, Lucemar José Urbanek esteve reunido na última terça-feira, 23, em Florianópolis, com o secretário de Estado da Infraestrutura, João Carlos Ecker, para tratar da restauração da Rodovia SC-425, que faz a ligação entre Mirim Doce e a BR-470. O secretário executivo licenciado Tiago Maestri, a prefeita de Mirim Doce, Maria Luiza Kestring Liebsch, o vice-prefeito, Sergio Luiz Paisan e vereadores acompanharam a audiência.

Conforme Urbanek, o secretário de Infraestrutura assumiu o compromisso de elaborar o projeto executivo para restauração da rodovia, até o final deste ano. Ele disse que a proposta do Governo do Estado é fazer o projeto e depois buscar recursos para executar a obra. “Não podemos esperar a finalização do processo administrativo e da ação judicial que estão tramitando, para somente depois realizar as obras de restauração na rodovia, pois essa briga judicial poderá demorar um período muito longo”, afirmou.

Rodovia SC-425

Logo após ser inaugurada, em dezembro de 2011, a rodovia com extensão de 5,06 quilômetros apresentou deficiências, como buracos, ondulações e desníveis. Imediatamente, a SDR solicitou à empresa responsável pela obra, a A. Mendes Terraplanagem, Construção e Extração de Minerais Ltda, a solução dos problemas. Como a empresa não apresentou esclarecimentos, a pedido da ADR, a Secretaria de Estado da Infraestrutura contratou a Sociedade Técnica de Estudos, Projetos e Assessoria Ltda (Sotepa), para realizar uma perícia no local, onde foram constatadas as falhas.

A partir daí, a empreiteira se comprometeu a recuperar os trechos danificados, conforme constava no projeto inicial. Como o acordo não foi cumprido, e a empresa parou a obra, os pagamentos à empresa A. Mendes foram suspensos e o Estado rescindiu o contrato. A empresa sofre processo administrativo, sendo condenada por falhas na execução da obra. O relatório completo foi encaminhado pela ADR Taió para a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e está tramitando.

Pin It
Você gostaria de comentar?