Encontre a pessoa que entenda perfeitamente você

Muitos anos atrás, eu liguei para minha irmã e compartilhei o que eu achava que era uma revelação incrível, do tipo notícia de última hora.

“Todo mundo só quer ser amado!” Eu praticamente gritei no telefone.

“Ah, tudo bem, Theresa” respondeu minha irmã cautelosamente.

“É mesmo”, eu disse insistentemente, “Ouça-me, esta é a chave para entender a si própria e se relacionar com cada pessoa que você conhecer!”

“Bem… menos o psicopata ocasional”, adicionei.

Nós rimos e eu tenho certeza que minha irmã fez uma imagem mental para exibir nas minhas chamadas no futuro.

Mas eu ainda me lembro daquela realização. Foi um daqueles momentos da vida quando o clichê e o conhecimento superficial se tornam reais e muito profundos.

Todos só querem ser amados.

Alguns expressam seus desejos de serem amados rejeitando os outros, antes que eles tenham a chance de serem prejudicados , porque nunca experimentaram o amor incondicional.

Outros expressam seus desejos de serem amados tentando estar sempre no topo – sendo o mais inteligente e o mais carismático da sala – porque eles confundem respeito com amor.

Outros tentam ser fisicamente atraentes, porque confundem luxúria com amor. Os métodos de nossas perseguições ao amor continuam.

Nós todos sempre procuramos pelo amor de um jeito que nos fere e fere aos outros em algum momento de nossas vidas. Mas, sob nossas buscas confusas, o que todos nós queremos é sermos amados radicalmente e entendidos completamente.

Mas, sempre quando nós procuramos o amor no lugar certo, todos aprendemos a lição que é terrivelmente difícil de entender e aceitar:

Ninguém vai nos amar completamente.

 Ninguém vai nos entender completamente.

Nenhum cônjuge, amigo, membro da família, ou criança vai olhar nos nossos olhos e ver tudo.

Exceto Jesus.

Quando Jesus conheceu Pedro no Evangelho de João, Jesus “olhou para ele” e disse: “Tu és Simão, filho de João; serás chamado Cefas” (João 1:42).

Essa passagem é muito rica em significado; ela conta-nos muito sobre o amor de Deus por Pedro e por nós.

Sobre essa passagem, São Tomás de Aquino escreveu em seu comentário sobre João: “Cristo, querendo levantar [Pedro] até a fé em sua divindade, começa a realizar obras, fazendo conhecer coisas que estão escondidas”.

Jesus dá a Pedro evidência de que ele o conhece completamente e que sabe coisas sobre ele que ninguém mais sabe. O conhecimento de Jesus sobre Pedro estendeu-se do presente ao passado, englobando inclusive a árvore genealógica da família dele. Jesus olhou para Pedro e o conheceu tão bem que o nomeou profeticamente, de acordo com a pessoa que ele viria a ser no futuro. Jesus conhecia Pedro tão bem que sabia de onde vinha, onde estava e para onde ia, ou poderia ir, se quisesse mergulhar sua vida em Jesus.

Essa demonstração do amor abrangente de Deus não aconteceu apenas no passado entre Jesus e Pedro. Acontece agora entre Jesus e cada um de nós. Acontece toda vez que nós tiramos um tempo para procurar Jesus e olharmos para ele.

O segredo do progresso na vida espiritual está no nosso encontro com esse amor incondicional e infinito de Cristo. Somente quando nós estivermos imersos no amor de Deus é que teremos força para largar as muitas maneiras não saudáveis de procurar o amor.

Enfim, nós nunca vamos encontrar ninguém que nos conheça, nos entenda e nos ame como Jesus.

Então, nós deveríamos parar de procurar.

Aleteia.

Pin It
Você gostaria de comentar?