Conheça a Banda Nenhum de Nós

No dia 02 de junho, sábado, é a vez da banda Nenhum de Nós entrar em palco para se apresentar da 16ª Expofeira Estadual do Leite em Presidente Getúlio.

Conheça um pouco mais sobre a banda.

O Nenhum de Nós cruzou 25 anos de carreira com mais de 1.600 apresentações, mais de um milhão de discos vendidos, participações em grandes festivais, vários prêmios, reconhecimento de público e crítica, e uma fiel legião de fãs espalhados por todo o país. Mantendo a mesma formação desde seu início – fato raro na cena roqueira nacional – a banda surgiu como trio e acrescentou dois novos integrantes sem nunca ter trocado seus componentes desde então.

 O por que do nome Nenhum de Nós?

Nosso primeiro show foi no Bangalô (esse bar no qual o Sady trabalhava), no dia 05 de Outubro de 1986, onde tocamos nossas primeiras composições, muito bem recebidas pelo público, quase só de amigos e conhecidos. Para essa apresentação tivemos de batizar a banda, até então sem nome, decisão que foi protelada inúmeras vezes mas, em virtude do show, começava a exigir uma certa urgência… O caráter definitivo de assumir um nome para a banda bloqueava completamente a nossa criatividade e tornava impossível chegar a uma decisão consensual. Qualquer nome que conseguíssemos pensar parecia, de certa forma, querer aprisionar a sonoridade da banda dentro de um determinado estilo musical, idéia que rejeitávamos por definição. Ao mesmo tempo, contraditoriamente, não nos parecia muito importante um simples nome num projeto que pretendia definir-se pela sonoridade (ingênuos que éramos/somos). Então fomos aos poucos.
O que nós três temos em comum ?
Nenhum de nós enxerga bem! ( todos míopes) – Nenhum de nós pegou caserna ! ( n.do t. serviço militar) – Nenhum de nós isso! – Nenhum de nós aquilo! NENHUM DE NÓS! Ficou! Simples assim, despretensioso, sem mistérios. Uma decisão que vem nos valendo quinze anos de explicacões!!!
Fomos, então, fazer os cartazes do show! No verão de 87 gravamos a nossa primeira demo (i.é. fita de demonstracão, independente, no caso). Registramos quatro músicas, entre elas a nossa primeira que viria a ser veiculada em rádio (Ipanema, de POA), chamada People Are. As outras três foram Enquanto Conversamos, O que Clark Kent Não Viu e Uma Pequena História.
 Como vocês decidiram começar a banda?
Thedy Corrêa, Carlos Stein e Sady Homrich eram amigos desde os tempos de escola ( Carlos e Sady se conhecem desde os 5 anos de idade). A amizade dos três sempre foi regada à música. Falavam sobre os lançamentos mais recentes, os grupos que mais gostavam, trocavam discos e se encontravam periodicamente para tocar um violão. Quando houve o Rock in Rio, a cena musical brasileira ficou muito favorável ao surgimento de novos grupos. Depois de fundar os Engenheiros do Hawaii e ter feito poucos shows com eles, Carlos Stein resolveu sair do grupo. Tinha uma guitarra na mão e uma idéia na cabeça: encontrar outros caras para levar adiante a vontade de fazer uma boa banda de rock. Thedy e Sady também tinham esta vontade e juntos, os três resolveram transformar a amizade musical em uma banda de fato. Assim surgiu o Nenhum de Nós.
Quem era a Camila e como vocês escreveram a canção?
Logo começamos a trabalhar em um pequeno estúdio de ensaios num bairro boêmio de POA, chamado Cidade Baixa, tentando, como sempre, desenvolver novas composições. Nosso processo de compor, na época era bem coletivo. Sentávamos no chão, discutíamos sobre o tema a ser abordado na letra, cada um contribuía com algumas opiniões e frases e, uma vez concluída essa etapa, partia-se para o formato musical da história. Foi mais ou menos assim que aconteceu naquela tarde chuvosa de verão. O Walter, dono do estúdio, sempre cuidadoso, espalhara folhas de jornal pelo chão para proteger o carpete da umidade trazida da rua pelos nossos sapatos e, enquanto olhávamos uma ou outra manchete, um de nós começou a contar uma história envolvendo uma conhecida nossa… Essa moça, bastante bonita, tinha um namorado que era, para dizer o mínimo, um cara bastante grosseiro, pavio curto, que a ofendia na frente dos amigos e até aos próprios amigos enquanto ela, bastante envergonhada.
De onde veio a canção O Astronauta de Mármore?
A canção O astronauta de mármore é uma versão para língua portuguesa de uma canção feita originalmente em inglês pelo músico britânico DAVID BOWIE. Como nós somos fãs dele, sempre gostamos de suas músicas e resolvemos fazer a versão como uma espécie de homenagem. A letra em português – que nós mesmos fizemos – fala sobre o Major Tom que é um personagem que o próprio Bowie criou no seu primeiro sucesso Space Oddity (1969). Ele é de fato um astronauta e o Bowie voltou a escrever sobre ele em outra canção: Ashes to ashes (1981). A música original do Astronauta de mármore chama-se Starman (1971) e não fala sobre o Major Tom, então nós resolvemos escrever por nossa própria conta um novo capítulo na vida deste astronauta. Na música Ashes to ashes o Bowie colocou o problema que o Major teve com as drogas. Nós apenas colocamos a nossa visão dele sobre este mesmo problema e a sua saída dele através da fé em algo superior.
[nggallery id=103]
Pin It

Comentários estão fechados.