Rio do Sul já é favorito no Xadrez para os Jasc

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

A direção da Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul conseguiu fazer o acerto com alguns dos melhores atletas brasileiros de xadrez e com isso deverá ser favorito na disputa dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc).

Depois de diversas conversas com a atleta da casa e número 2 do Brasil, Vanessa Feliciano, a direção da FMD fez diversos contatos com os atletas e conseguiu montar duas equipes com reais chances de título.

No feminino, pela primeira vez as duas jogadoras que rivalizam pelo primeiro lugar no Rating (ranking) nacional, jogarão na mesma equipe. É o caso da número 1, Juliana Terao e a número 2, a rio-sulense Vanessa Feliciano. “Em diversas outras oportunidades tentamos trazer a Juliana para jogar conosco, mas não havíamos conseguido. Esse ano as negociações evoluíram e será um prazer jogar ao lado dela”, disse a atleta Vanessa Feliciano.

Além delas, Vanessa Gazola e Ágatha Nunes que foram campeãs por Rio do Sul em 2015 seguem na equipe.

Masculino retorna depois de um ano sem equipe

Depois de não conseguir montar a equipe em 2015, a direção da FMD voltou a buscar atletas para 2016, já que havia sido vice-campeão em 2014.

Assim, o diretor técnico Marcelo Luis Matê, fez contato com os jogadores e a equipe foi sendo montada. Depois de muitas ligações Rio do Sul terá nada menos do que o número 1 do Brasil Alexandr Fier, que mora na Geórgia e disputa os principais torneios do mundo.

Alexandr foi vice-campeão mundial com dez anos de idade e há muito tempo é o principal jogador brasileiro. Além dele, Diego Rafael Di Bernardino que é o número 5 do Brasil, Luciano Malta Maia e Álvaro Aranha, compõem a equipe que deve estar entre os três primeiros ratings dos Jasc.

“Buscamos fortalecer essa modalidade que tem grande tradição em Rio do Sul e sempre traz bons resultados. Sem contar que precisamos acumular pontos para manter Rio do Sul entre os dez melhores municípios de Santa Catarina”, destacou Matê.

Já o superintendente da FMD, Eduardo Marzall, lembra que a Fundação não mede esforços para incentivar o esporte. “As vezes não temos ideia da importância que é ter em nossa cidade pessoas que são verdadeiras sumidades em suas modalidades. Estarão vestindo a nossa camisa, a camisa de Rio do Sul, os melhores atletas do Brasil e até do mundo. Existe um trabalho muito árduo para conseguirmos isso e precisamos valorizar esse trabalho. Além disso é uma orientação do prefeito Gariba, que mantenhamos o esporte de alto nível e que façamos o possível pelo maior número de modalidades que conseguirmos”, concluiu.

Roberto Ribeiro

Pin It
Você gostaria de comentar?