Rio do Sul enfrenta Krona pela final do catarinense de futsal

1370997155_alto-vale-esportes

O Rio do Sul/FMD tenta repetir o feito inédito da extinta Nerede na temporada de 1994 que mesmo na qualidade de franco-atiradora conquistou o título do Campeonato Catarinense de Futsal da Divisão Especial.

Na época a Sadia tentava o tricampeonato. Os rio-sulenses depois de vencerem em casa por 9 a 6 empataram em 4 a 4 o jogo de volta em Concórdia e ficaram com o título. O primeiro jogo da final com a Krona será nesta quarta-feira (dia 18) às 20h15, em Joinville e o de volta na sexta-feira (dia 20), no mesmo horário.

Como o Rio do Sul foi punido, pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), com a perda do mando de campo, o local ainda não está definido. No site da Federação Catarinense de Futsal consta como Rio do Sul.

O diretor da extinta Nerede, Nilo Borgonovo, lembra que na época a Sadia era um time praticamente imbatível dentro de casa. Durante anos dividiu com a Perdigão, de Videira, as conquistas do salonismo catarinense. Entre 1985 e 1995 só esteve fora da decisão apenas uma vez, embora tenha sido campeã três vezes. Borgonovo observou que hoje a situação é bem diferente. “A Krona tem um elenco de primeira linha, com dois ou três jogadores recebem salário mais do que todo o time rio-sulense, mas nada é impossível”. Foi o que aconteceu na segunda-feira em Jaraguá do Sul. Depois de vencer em casa por 4 a 2 a equipe do Alto Vale do Itajaí empatou em 3 a 3.

O técnico Egídio Beckhauser reconhece que a Krona é favorita ao título, mas não terá vida fácil nas duas partidas. Ele espera que o seu grupo repita a mesma disciplina tática do jogo diante de Jaraguá do Sul. “Jogadores como Bichinho e o Vaé fugiram de suas características para marcar e o resultado ficou dentro das nossas expectativas”. A única dúvida do treinador é o ala Vítor Cani, que sofreu uma pancada no pé esquerdo. A expectativa de Beckhauser é que a partida de volta seja no dia 21, possibilitando descanso ao grupo, além de fugir da concorrência com o jogo entre Rio do Sul e Minas Tênis Clube, válido pela Superliga Nacional de Vôlei.

 

Orlando Pereira

Agência de Notícias Leme

Pin It
Você gostaria de comentar?