Reviravolta: Vasco e Fluminense podem voltar à primeira divisão por medidas judiciais

Fluminense-x-Vasco

Os cariocas caíram no campo, mas podem se reerguer nos tribunais. Cada um a seu modo, Vasco e Fluminense alimentam o sonho de disputar a Série A do Brasileiro em 2014.

A diretoria cruzmaltina traçou estratégia, ontem à tarde, para entrar com recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O clube requer os três pontos da partida contra o Atlético-PR. A alegação é de que o árbitro aguardou por 71 minutos (o regulamento diz 30 e mais 30) enquanto as cenas de selvageria aconteciam nas arquibancadas da Arena Joinville, além de que o estádio não tinha condições de segurança.

“Decidimos entrar com a impugnação de partida. Vamos nos basear não só no tempo excessivo de paralisação, mas principalmente na falta de segurança. É uma arbitrariedade desde a origem da partida, na CBF, que jamais poderia ter sido marcada sabendo que não teria policiamento. Não tem como o Vasco ficar inerte no caso”, diz Luciana Lopes, advogada do Vasco. Caso o recurso seja acolhido, o Criciúma seria o rebaixado.

Fluminense
O caso tricolor é diferente. O clube pode ser beneficiado por um erro da Portuguesa na última rodada. Expulso contra o Bahia, pela 36ª rodada, o meia Héverton cumpriu suspensão automática contra a Ponte Preta.

O problema é que o jogador foi julgado pelo STJD na última sexta-feira, antes da partida contra o Grêmio, no domingo. Pegou dois jogos, ou seja, teria que cumprir mais um. E entrou em campo aos 32 minutos do 0x0, no Canindé. Pelo regulamento, a Lusa perderia 3 pontos mais o ponto somado no jogo. Com quatro a menos, teria só 44 e salvaria o Flu, que caiu com 46, em 17º lugar.

Pin It
Você gostaria de comentar?