JASC 2017: Conversa à beira da piscina deu início aos Jogos Abertos de Santa Catarina

Foto Memoria Esportiva de SC/Fesporte

Foto Memoria Esportiva de SC/Fesporte

Ao longo de 57 edições dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), muitos fatos inusitados ocorreram ao longo da história. Nesta edição de Lages divulgaremos algumas curiosidades. Por exemplo: como começou a competição? No livro “Jasc 50 anos, História dos vencedores” há a resposta.

Nos anos 1950, os catarinenses participavam esporadicamente dos Jogos Abertos do Interior de São Paulo. E foi nesta competição que surgiu a primeira ideia de se fazer os Jasc em meio a uma animada conversa, numa piscina, entre os integrantes da delegação de Brusque, que participavam da 22ª edição do torneio em São Carlos, em 1957. A ideia foi apresentada ao empresário brusquense e desportista Arthur Schlösser, que incluiu criação na agenda de comemorações do centenário de Brusque, que ocorreria em 1960.

Naquele ano, a Sociedade Esportiva Bandeirante, de Brusque, foi terceira colocada no voleibol em solo paulista, e a vitória incentivou a criação do maior evento esportivo de Santa Catarina.

Mas, antes mesmo da primeira edição dos Jasc, em Brusque, em 1960, ocorreram em Joaçaba, em 1957, os “Minijogos” com a participação de 18 equipes disputando basquete e voleibol.

Primeira edição em 1960

Em Brusque, na primeira edição, agosto de 1960, participaram 444 atletas representando 14 municípios. Além do anfitrião, Brusque, estavam presentes: Florianópolis, Blumenau, Joinville, Joaçaba, Concórdia, Lages, Itajaí, Criciúma, Rio do Sul, Indaial, São Bento do Sul, Corupá e Mafra. Atletismo, basquete, bocha, natação, saltos ornamentais, tênis e voleibol eram as modalidades que compunham a programação dos primeiros Jasc.

Florianópolis foi campeã da primeira e segunda edições dos Jasc, e só voltaria a obter o título 40 anos depois em Itajaí, em 2001. A cidade conta com oito títulos na história do evento.

Blumenau é hexadecacampeão dos Jasc. Isso significa que foi, consecutivamente, 16 vezes campeão, dentre os 40 títulos do município nos 57 anos de história.

Ao longo dos anos, a etapa estadual não aconteceu por três ocasiões em função de intempéries. Os cancelamentos aconteceram em 1983, com a grande enchente que afetou maior parte do Estado; em 2008, com a enchente que atingiu o Vale do Itajaí, afetando os municípios-sede de Timbó, Pomerode e Rio dos Cedros; e, em 2016, com o vendaval que causou prejuízos em Tubarão, no Sul do Estado.

Antonio Prado

Pin It
Você gostaria de comentar?