Entidades planejam novas ações em prol da BR 470

IMG_4714

A reunião entre entidades empresariais e associações de municípios de todo o Vale do Itajaí e da região do Contestado foi realizada na AMAVI. “Em Brasília eu cheguei a ouvir que não adianta porque o governo não tem dinheiro, então colocamos que um dia haverá de ter, por isso precisamos planejar. Fizemos todo um planejamento a longo prazo do que nós queremos enquanto municípios e enquanto cidadãos, de investimento na BR”, ressaltou a prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blind, citando a experiência nas mobilizações por melhorias na BR-116.

O encontro teve como intuito fortalecer as ações já existentes em prol da manutenção e da duplicação da BR-470. O secretário executivo da Associação Empresarial de Rio do Sul (ACIRS), Cleber Stassun, destacou a importância de o grupo estar ciente do momento em que vive a rodovia. “Os parlamentares estão discutindo o orçamento para o ano que vem. O DNIT, por exemplo, colocou em sua proposta orçamentária R$ 90 milhões para as obras de duplicação da BR-470. O Fórum Parlamentar apresentou emenda de R$ 170 milhões. Mas não sabemos quanto haverá para manutenção da rodovia, para o Programa Crema 2”.

Para o segundo vice-presidente da Facisc, André Armin Odebrecht, deve haver maior envolvimento dos prefeitos. “Sabemos que as demandas dos municípios são tantas que a BR-470 nunca é prioridade. Mas isso precisa mudar”.

Durante a reunião o grupo definiu pela realização de uma grande mobilização, no dia 25 de novembro. O local e o formato ainda serão decididos. Outra proposta que será avaliada é a criação de um observatório da BR-470, onde devem ser centralizadas as informações sobre contratos e obras em andamento. Parte deste trabalho já é realizado pela própria ACIRS, que distribui informações para outras entidades.

Juliete Tambosi.

Pin It
Você gostaria de comentar?