Criciúma joga com o regulamento e conquista o décimo título Catarinense

14987676

Após oito anos de jejum, o Criciúma voltou a comemorar um título estadual. O Tigre precisou superar a pressão de jogar fora de casa e garantiu a conquista mesmo perdendo para a Chapecoense por 1 a 0, na Arena Condá.

Precisando vencer, a Chapecoense partiu para cima e teve amplo domínio ao longo do confronto. O gol de Rafael Lima, no início da partida, deu ânimo e fez os torcedores mais pessimistas acreditarem que era possível. No entanto, o Criciúma soube jogar com o regulamento e se defender até o fim da partida.

Assim, o Tigre só esperou o apito final para celebrar o décimo título do Campeonato Catarinense. Na arquibancada, ambas as torcidas deram um show de civilidade e demonstraram apoio incondicional aos seus times.

Primeiro tempo

Aos 3 minutos, Marcel recebeu bola enfiada, mas o goleiro Nivaldo conseguiu se antecipar e salvar a Chapecoense. Aos 10 minutos, Fabinho Alves fez boa jogada individual e chutou rasteiro na entrada da área, mas Bruno fez defesa segura e salvou o Criciúma. Aos 12 minutos, após escanteio cobrado na área, Rafael Lima se antecipou e cabeceou forte para o fundo das redes abrindo o placar para o Verdão do Oeste.

Aos 20 minutos, Paulinho Dias recebeu passe na entrada da área e chutou de primeira, mas Bruno conseguiu defender firme e evitar o segundo gol da Chapecoense. Aos 41 minutos, Lins fez jogada individual e arriscou a finalização, mas Nivaldo defendeu firme sem dar rebote. Aos 44 minutos, Marlon cobrou falta com muito perigo na tentativa de acertar o ângulo, mas Nivaldo tirou com a ponta dos dedos para escanteio.

Segundo tempo

Aos 8 minutos, Fabinho Gaúcho recebeu na ponta esquerda e arriscou um chute forte cruzado e obrigou Bruno a realizar uma grande defesa espalmando para escanteio. Aos 12 minutos, a bola sobrou para Fabinho Gaúcho dentro da área, que finalizou com força, mas a bola saiu sem direção pela linha de fundo. Aos 32 minutos, Paulinho Dias cobrou falta na área, mas a bola não desviou em ninguém e Bruno fez um milagre para salvar o Criciúma.

Aos 35 minutos, a bola foi lançada na área, Matheus Ferraz desviou para o meio e Bruno salvou antes que a bola chegasse aos pés de Soares. Aos 36 minutos, Marlon arriscou de fora da área e Nivaldo fez boa defesa. Aos 43 minutos, Bruno Rangel recebeu na grande área, girou e finalizou para fora. Aos 46 minutos, Soares pegou rebote na pequena área e Bruno fez um milagre defendendo e espalmando para escanteio. Posteriormente, Héber Roberto Lopes viria a encerrar o jogo e decretar o fim do campeonato: Criciúma campeão.

Futebol SC.

Pin It
Você gostaria de comentar?