Comitiva da FCF relata reclamações à Comissão de Arbitragem da CBF

presidente_fabio_ledio_comissao_arbitragem_600

Em jornada à sede da Confederação Brasileira de Futebol, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (12), a comitiva de dirigentes da Federação Catarinense de Futebol, liderada pelo Presidente Rubens Renato Angelotti, esteve reunida com a Comissão de Arbitragem da CBF. A comitiva catarinense foi recepcionada pelo Presidente da Comissão Nacional, Coronel Marcos Marinho.

Em pauta estiveram as atuações das equipes de arbitragem nas partidas envolvendo os clubes catarinenses nas Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro 2017. Em especial, dois lances que determinaram resultados das partidas: a penalidade não anotada a favor do Avaí FC na rodada de estreia do Campeonato Brasileiro da Série A diante do Vitória-BA e o lance que antecedeu o gol de empate do Mogi-Mirim diante do Joinville EC, no qual a bola saiu pela linha fundo, na última rodada do Brasileiro Série C.

Além do Presidente da FCF, Rubens Angelotti e do Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Coronel Marcos Marinho, também estiveram presentes no encontro o Coordenador do Árbitro de Vídeo no Brasil e chefe da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa, o Vice-presidente da Comissão de Arbitragem, Alício Pena Júnior, o Superintendente da FCF, Lédio D´Altoé, o Diretor do Departamento de Arbitragem, Marco Antônio Martins e o Gerente do Departamento de Competições da FCF, Fábio Marcel Nogueira.

O Presidente da FCF resumiu a motivação dos questionamentos. “Tivemos uma ótima conversa com o Coronel Marinho. Os equívocos na arbitragem acontecem, mas não podemos aceitar passivamente quando os erros se repetem e determinam os resultados dos jogos dos nossos clubes, por isso estamos aqui. Solicitamos à CBF que siga com o processo de qualificação da arbitragem nacional e que designe bons árbitros para os sorteios envolvendo os jogos dos clubes de Santa Catarina”, declarou o Presidente Rubens Angelotti.

Pin It
Você gostaria de comentar?