Catarinense 2014 – No Atlético de Ibirama é dia de esquecer goleada

Atlético - O calor obrigou a parada para reidratar jogadores

A segunda-feira(3), dia seguinte a goleada aplicada pelo Juventus por 5 a 1, foi de muita conversa entre a Comissão Técnica e os jogadores do Atlético Hermann Aichinger.

A folga que estava programada para o período da tarde foi cancelada por trabalho leve.

A única ausência foi do volante Brenno, reclamando de dores na panturrilha, mas a expectativa é que se recupere para a partida de quarta-feira às 20:30 h, no Estádio da Baixada, em Ibirama, diante do Marcílio Dias.

Com a expulsão de Thiago Couto, o zagueiro Jajá foi confirmado como seu substituto.

A expectativa é que o goleiro Nei e o atacante Edinho consigam a redução de pena por suspensões de 2013, de quatro partidas para duas. Como cumpriram a metade já estariam aptos para jogar.

O foco da conversa que o técnico Giovani Nunes teve com o grupo foi a falta de atenção desde o primeiro minuto de jogo. Tanto assim que o time de Jaraguá do Sul abriu o marcador logo aos 2 minutos. “Faltou pegada e deixamos que o meio-de-campo deles jogasse livre e deu no que deu”. Outro aspecto citado pelo treinador foi que a marcação em cima de Ângelo e Jabá, autor de dois gols não funcionou. “Precisamos estar ligados os 90 minutos para que isso não se repita na partida contra o Marcílio Dias”, observou.

Mesmo com a goleada o técnico não pretende fazer modificações, exceto a entrada de Jajá no lugar de Thiago Couto, que cumpre suspensão automática. “Ganhamos do Avaí em casa e fomos derrotados pelo Juventus fora, o que digamos seria normal, exceto um placar tão dilatado”. “Temos que ganhar todas em Ibirama”. Caso Nei consiga a redução da pena, decisão que precisa sair até nesta terça-feira às 19 h, quando encerra o expediente na Federação Catarinense, o goleiro entra no lugar de Maicon.

Orlando Pereira – Assessoria de imprensa do CAHA.

Pin It
Você gostaria de comentar?