Atlético de Ibirama – Sinal de alerta com nova derrota

Roberto (caído) marca o primeiro gol do Avaí

O Atlético Hermann Aichinger não suportou a pressão do Avaí e acabou sendo derrotado, na noite de quarta-feira em Florianópolis, por 2 a 0. Com o resultado o time de Ibirama que volta a enfrentar ao Leão, domingo em Ibirama, permanece na lanterna do hexagonal. Agora a diferença em relação ao Avaí e ao Juventus é de quatro pontos. Como se não bastasse o risco do rebaixamento, o técnico Sílvio Criciúma não poderá contar com o zagueiro Claiton e com os meias Rodrigo Couto e Marcelo Quilder, que receberam o terceiro cartão amarelo.

A equipe da Capital precisando da vitória para fugir do rebaixamento começou pressionando sem dar espaços. Tanto assim que o Atlético praticamente não teve nenhuma chance de gol. As poças d’água dificultaram as ações dos dois times. Aos 11min Marquinhos acertou a trave. Mas o gol só saiu aos 35.  Marquinhos lançou Roberto, que levou melhor sobre a marcação e bateu na saída de Nei. Apesar do domínio, o técnico Sílvio Criciúma reconheceu que o seu time suportou bem a pressão. No intervalo ele colocou Marcelo Quilder e Brasão, na tentativa de provocar uma reação.

Logo no começo da etapa complementar os ibiramenses criaram oportunidades de marcar. Mas o Avaí reagiu e quase ampliou em lances aos 6min e aos 7min. Dois minutos depois Héber invadiu a área e trombou com o zagueiro Claiton, caindo na área. O árbitro Bráulio da Silva marcou pênalti, muito contestado pelos jogadores ibiramenses. Marquinhos cobrou sem chances para Nei, no seu jogo de número 250 pelo Avaí. Depois do gol o ritmo de jogo caiu. O Atlético ainda tentou, mas não teve forças para reagir.

 

AVAÍ (2)

Diego; Bocão (Héber), Pablo, Antônio Carlos e Eduardo Neto; Eduardo Costa, Júlio César (Marrone), Diego Jardel; Cleber Santana (Zangão) e Marquinhos; Roberto. Técnico: Pingo.

ATLÉTICO/IB            (0)

Nei; Jefferson, Jajá, Claiton e Venna (Marcelo Quilder); Kássio, Rodrigo Couto, André Gava e Cappa; Matheus Guerreiro (Cristian) e Edinho (Brasão). Técnico: Sílvio Criciúma.

Árbitro: Bráulio da Silva Machado. Assistentes: Helton Nunes e Josué Gilberto Lamim.

Gols: Roberto (A) aos 35min, no 1º tempo. Marquinhos (A) aos 11min

Cartões amarelos: Diego Jardel (A); Cleber Santana (A); Pablo (A); Kássio (AIB); Rodrigo Couto (AIB); Claiton (AIB); Marcelo Quilder (AIB);

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis, quarta-feira à noite.

Renda: R$ 22.940,00

Público: 2.152

Orlando Pereira – Assessoria de Imprensa CAHA

Pin It
Você gostaria de comentar?