Tatá Werneck emagrece para viver periguete: ‘Me sentia cheinha’

tata_wernec

Depois de Suellen (Isis Valverde), Bebel (Camila Pitanga) e Natalie Lamour (Deborah Secco), a integrante mais recente do time das periguetes das novelas é Valdirene, interpretada por Tatá Werneck, que estreou em “Amor à vida” no capítulo desta quinta-feira, 23.

“A diferença é que Valdirene não é gostosa, ela só pensa que é. Ela só usa coisa curta, umas barrigas de fora, calças coladas… Tudo ideia da mãe (Elizabeth Savalla), que quer fazer dela uma ‘mulher de sorte’ na vida. O problema é que ela não sabe nem ser sensual”, diz a atriz.

Para se sentir mais confortável com o figurino ousado da personagem, Tatá emagreceu quatro quilos antes das gravações começarem. “Não precisei fechar a boca, só fazer uns abdominais e exercitar os glúteos (risos). Sou vegetariana e, apesar de ter umalimentação boa, estava me sentindo cheinha para aparecer de barriga de fora, mas também não queria ficar sarada porque a Valdirene não é gostosa”, conta. “Sou uma anã, mas tive que embarcar no estilo periguete dela”.

A perda de peso, no entanto, não foi uma exigência dos diretores da novela. “Não me pediram para emagrecer, mas quis dar uma melhorada no corpinho, né? Sou ex-gordinha e agora fico o tempo todo contraindo a barriga”, brinca.

Em comum com a personagem, Tatá afirma que também não sabe ser sensual. “Não sou diva. Uma hora vão me clicar largadona na rua por aí. E se me clicarem na praia vão ver minhas celulites. ‘Tatá Werneck exibe celulites na praia’. Já estou até vendo isso”.

EGO.

Pin It
Você gostaria de comentar?