Oca cultural tem várias atividades no mês de abril

26490513620_59cb834e97_z

Coletivo independente de produção cultural de Rio do Sul, que atua há dois anos na cidade, continua movimentando diversas atividades e a programação de abril conta com cinema, música e cultura indígena.

Para começar todas as quintas o #CineForma traz longas e curtas metragem seguido de um bate papo, começando às 20h. A temática das exibições de abril abordam temas sociais e político, com uma provocação: “Brasil, falsa república?”. Com a ideia de lembrar datas cívicas que fazem parte de nossa história e formação identitária essa semana, com a exibição do filme “Olhar contestado – Desvendando os códigos de um conflito” e “Novembrada”, na sede do coletivo, na rua Olavo Bilac, que todas as quintas do mês com um novo filme.

Trazendo suas ancestralidades ao coletivo, mais uma vez, é o grupo indígena pernambucano Fulni-ô. No ano passado eles passaram pela região apresentando sua cultura em escolas e buscando auxílio para sua comunidade. Confira como foram as atividades AQUI. Os Fulni-ô participam da hospedagem solidária e ficam hospedados na Oca enquanto fazem ações pela cidade e em escolas.

O que nesse mês de abril não poderia faltar também é o Karaokê na Oca que é para todo mundo soltar a voz e o corpo ao som dos mais diversos clássicos do Brasil e do mundo. No dia 20 a partir das 20h.

Outra atividade periódica que o coletivo está promovendo é o Ensaio Aberto, onde bandas abrem o seu ensaio para o público aproveitar a tarde de domingo acompanhando as novas produções e canções, além de conhecer a música produzida na região. Esse mês tem #Ensaioaberto com a banda Liss, dia 23 a partir das 16h.

O Cena Livre também participa da programação do coletivo e leva a gravação do programa Ao vivo. A segunda selecionada para participar da entrevista e gravar a apresentação de suas músicas em HD é a banda Costeletas, no dia 29 às 15h. O convite tá feito para todos que querem fazer parte da cena e acompanhar as gravações do mais novo canal de comunicação cultural do alto vale.

Para participar a entrada de toda a programação é de 1kg de alimento, destinado a manutenção do coletivo.

 

 

Pin It
Você gostaria de comentar?