Lançamento de livro sobre vivências do povo Laklanõ/Xokleng é marcado pela emoção

autógrafos foto Helena Marquardt

Um dia marcado pela emoção, cultura e muita história. Assim foi a tarde desta quarta-feira, dia 6, durante o lançamento do livro “Vivências e sentimentos do povo Laklanõ/Xokleng” do autor João Adão Nunc-Nfoonro de Almeida.

A obra, que conta um pouco da vida e principalmente o sofrimento do povo indígena, foi lançada na Agência de Desenvolvimento Regional de Ibirama com a presença de autoridades, membros da Academia de Letras do Brasil, imprensa a comunidade.

O evento contou ainda com apresentações culturais como a dos alunos da Escola Indígena de Educação Básica Laklanõ que cantaram duas músicas na língua Xogleng e dançaram com roupas típicas tocando instrumentos tradicionais como chocalho.

Lan軋mento foto Helena Marquardt

De acordo com o autor a intenção é que o livro percorra todo o Brasil para que o maior número de pessoas conheça a história de seu povo, já que a obra retrata episódios como o processo de pacificação que culminou na morte de centenas de índios, a construção da Barragem Norte e até o desmatamento. “Esse livro é um motivo de muita alegria até pelo aceitamento que as pessoas estão tendo, por isso só tenho a agradecer. Quero que ele chegue a todas as escolas e esses alunos possam ler tudo que passou porque a história contada foi a história vivida e sentida”.

Em seu discurso, o secretário da ADR, Jamir Marcelo Schmidt destacou que é um prazer participar de um momento histórico como esse e citou que infelizmente acredita que as futuras gerações, só terão a oportunidade de conhecer a história do povo Xokleng através do livro. “Muitos nunca ouviram falar dessa realidade que está tão próxima de nós e muito menos a luta desse povo para preservar sua identidade então o livro tem um valor imensurável”, comentou.

No lançamento ele anunciou ainda que assina hoje a ordem de serviço para a construção de um muro de contenção da escola Laklãno que foi interditada após deslizamentos em 2015. O investimento do Governo do Estado é de mais de R$ 1 milhão. “Nossa intenção é finalizar essa obra o mais rápido possível para que esses estudantes possam voltar a ocupar a escola que é deles a da sua comunidade”, completou.

A presidente da Academia de Letras do Brasil – Seccional de Ibirama, Apolônia Gastaldi afirmou que esta é mais uma realização do povo Xokleng/Laklanõ. “Hoje tivemos momentos de grande emoção porque este livro reflete o sentimento de um povo com o qual queremos conviver em harmonia porque sabemos que eles eram os verdadeiros donos de todas essas terras”, falou.

Helena Marquardt

Pin It
Você gostaria de comentar?