História e cultura negra em debate em Rio do Sul

Valorizar a história do Brasil relacionada ao povo negro e seu contexto histórico e cultural na cidade. Essa é a principal proposta da 4ª Semana da Consciência Negra de Rio do Sul. O evento será realizado de 20 a 24 de novembro pela Associação Cultural Anastácia da Raça Negra (Acarnap) e recebe o apoio da Fundação Cultural de Rio do Sul, que sedia uma série de atividades gratuitas do evento.

No Dia da Conscientização da Raça Negra (20 de novembro), tem a solenidade da Câmara de Vereadores com a entrega da Comenda Escrava Anastácia. Também será servido um coquetel afro e realizada a apresentação artística Ópera Negra. O evento começa às 20h, no Espaço Alternativo.

Dia 21, terça-feira, inicia a exposição das escolas municipais intitulada Existe história negra sem o Brasil, mas não existe Brasil sem história negra, no pátio da Fundação Cultural. No dia seguinte, 22, é a vez do bate-papo com educadores e comunidade. A mediação será de Patrícia da Costa Sabino e Adriana Silvester Quadros, professoras do Instituto Federal Catarinense, na videoteca, às 19h.

E quem quiser conhecer o artesanato de origem afro pode participar da Oficina Abayomi, com a fabricação de bonecas de pano, na quinta-feira, dia 23. A atividade será coordenada por Noeli Souza, da Acarnap, e realizada das 15h às 17h30 e 18h30 às 20h, também na videoteca. Pessoas de todas as idades podem participar, pagando a taxa de inscrição de R$ 15,00.

E para finalizar a programação, dia 24, sexta-feira, 19h, na videoteca, será realizada a palestra Efetivação de Políticas Públicas Etnicorraciais, com a advogada Fabiana Linhares e Stephany Sousa da Silva, graduanda em Direito.

Apresentação Ópera Negra 2 - Foto Tiago Amado

4ª Semana da Consciência Negra de Rio do Sul

20 novembro

20h: Sessão Solene da Câmara de Vereadores com entrega da Comenda Escrava Anastácia

Apresentação Ópera Negra e coquetel afro

Espaço Alternativo da Fundação Cultural de Rio do Sul

21 novembro

Exposição das escolas municipais: Existe história negra sem o Brasil, mas não existe Brasil sem história negra

Pátio da Fundação Cultural de Rio do Sul

22 novembro

19h: bate-papo com educadores e comunidade

Mediação: Patrícia da Costa Sabino e Adriana Silvester Quadros (professoras do IFC)

Videoteca da Fundação Cultural de Rio do Sul

Após o bate-papo, abertura da exposição: Existe história negra sem o Brasil, mas não existe Brasil sem história negra

Galeria de Arte Arno Georg – Fundação Cultural de Rio do Sul

Visitação: 22 a 29 de novembro

23 novembro

Oficina Abayomi (Artesanato de bonecas)

Ministrante: Noeli Souza

Horários: 15h às 17h30 e 18h30 às 20h

Indicação etária: livre

Investimento: R$ 15,00

Videoteca da Fundação Cultural de Rio do Sul

24 novembro

19h

Palestra: Efetivação de Políticas Públicas Etnicorraciais

Ministrantes: Fabiana Linhares (advogada) e Stephany Sousa da Silva (graduanda em Direito)

Videoteca da Fundação Cultural de Rio do Sul

Tiago Amado

Pin It
Você gostaria de comentar?