Cia Eliane Fetzer apresenta espetáculo Naipi e Tarobá em Rio do Sul

Naipi e Tarobá - Foto BRUNA BURKAT 02

As Cataratas do Iguaçu são um Patrimônio Natural da Humanidade, atraem milhares de turistas a cada ano e também são berço de uma lenda. Essa narrativa inspirou o espetáculoNaipi e Tarobá – A Lenda das Cataratas do Iguaçu, que a Companhia Eliane Fetzer de Dança Contemporânea, de Curitiba, apresenta na Fundação Cultural de Rio do Sul. Os bailarinos entram cena na terça-feira, dia 12, às 15h e 20h, e  na quarta-feira, 13, às 10h e 20h. A entrada é gratuita.

O espetáculo tem patrocínio de O Boticário na Dança e UEG Araucária através da Lei Rouanet. A apresentação faz parte da programação dos 85 anos de Rio do Sul, uma série de cerca de 60 eventos organizados pela Prefeitura Municipal até o fim do mês.

A lenda Naipi e Tarobá ganha intensidade com a desconstrução dos movimentos nas coreografias de 12 bailarinos. A trama retrata uma grande visita às raízes da cultura do estado do Paraná, em cenas que têm o confronto e o amor proibido dos protagonistas. O espetáculo é centrado na vida dos dois índios que vivem em uma aldeia Caigangue, às margens do Rio Iguaçu. 

Concepção inspirada na cultura indígena

De acordo com a diretora Eliane Fetzer, a concepção da obra manteve-se focada nas características da cultura indígena. Na preparação, a organização tribal se refletiu na criação dos movimentos. “Houve uma preocupação em mostrar que o homem tem mais força, tem outra atitude, e a mulher é mais submissa em uma tribo. Para equilibrar isso, o personagem do feiticeiro da história é uma mulher, que apresenta muita energia e desconstrói esta visão”, completa Eliane, que criou a escola de formação de bailarinos há cerca de 20 anos.

Os ensaios do espetáculo foram conduzidos por Priscila Rocha e Ian Mickiewicz e firmam os mais de 15 anos de parceria existente entre a dupla e a companhia. “Eles compreendem a minha ideia de movimento e captam o que a coreografia deve trazer, algo que é muito raro no mundo das artes”, conta a diretora.

A companhia também promove três oficinas de dança em Rio do Sul (ballet clássico, jazz e dança contemporânea) na segunda-feira, dia 11, à noite. As vagas são limitadas e as inscrições gratuitas para as as oficinas que serão realizadas também na Fundação Cultural. Informações (47) 3521-7702.

Tiago Amado

Pin It
Você gostaria de comentar?